07 de abril – Dia Mundial da Saúde: O que devemos priorizar sempre?

0
116

Dra. Michele Miranda de Almeida
Consultora Nutricional
O principal objetivo desta data é consciencializar as pessoas sobre a importância da preservação da saúde para ter uma melhor qualidade de vida. A Organização Mundial da Saúde (OMS) celebra todos os anos, na data de 7 de abril, em comemoração à sua constituição, o Dia Mundial da Saúde.

Esta data foi criada pela Organização Mundial da Saúde e é celebrada desde 1950. Anualmente, o “Dia Mundial da Saúde” é destinado a discutir um tema específico que representa uma prioridade na agenda internacional da Organização Mundial da Saúde (OMS). Dessa escolha, surgem trabalhos de consciencialização que têm como objetivo melhorar gradativamente os fatores que determinam uma vida saudável e levar informação para a população.

Em 2021, a proposta pauta-se na construção de um mundo mais justo e saudável. O Dia Mundial da Saúde é uma das oportunidades de comunicação sobre a importância da equidade nos serviços de saúde, não apenas para a saúde dos indivíduos, mas também para a saúde das economias e da sociedade, mobilizar os decisores políticos e a sociedade civil para a resolução deste problema.

Segundo, Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e Organização Mundial da Saúde (OMS) a campanha deste ano “Construindo um mundo mais justo e saudável” fala sobre o aspeto da desigualdade mundial. Como a COVID-19 destacou que algumas pessoas são capazes de viver vidas mais saudáveis e têm melhor acesso aos serviços de saúde do que outras – devido às desigualdades em sua posição, status e voz na sociedade e as condições em que nascem, crescem, vivem, trabalho e idade.

Em todo o mundo, alguns grupos não só têm acesso limitado a serviços de saúde de qualidade, mas também lutam para sobreviver com pouca renda diária, têm pior acesso a condições seguras de moradia e educação de qualidade, menos oportunidades de emprego que paguem um salário mínimo, o pouco ou nenhum acesso a ambientes seguros, água e ar limpos e serviços de saúde e ainda sofrem de insegurança alimentar. Essas condições levam a sofrimentos desnecessários, doenças evitáveis e morte prematura. E prejudica as sociedades e economias.

Isso não é apenas injusto: é evitável. É por isso que a campanha convoca os líderes para garantir que a equidade na saúde seja a peça central para a recuperação da COVID-19. Isso resultará em uma região na qual todos tenham condições de vida e de trabalho propícias a uma boa saúde, com os sistemas de informação em saúde configurados para identificar populações em situação de vulnerabilidade, em que a sociedade civil e os indivíduos se tornem parceiros na busca de soluções onde ocorrem as desigualdades e que todos tenham acesso à saúde e aos cuidados de saúde sem sofrer discriminação.

A COVID-19 atingiu duramente todos os países, mas seu impacto foi mais severo nas comunidades que já enfrentam vulnerabilidade significativa, que estão mais expostas à doença, com menor probabilidade de acesso a serviços de saúde de qualidade e maior probabilidade de sofrer consequências adversas.

Diante ao cenário atual e esta campanha, importante ressaltar como se faz imprescindível também políticas públicas para o estímulo de hábitos alimentares saudáveis.

Alguns passos para uma alimentação adequada e saudável:

 Dê preferência sempre aos alimentos in natura ou minimamente processados;
 Utilize óleos, gorduras, sal e açúcar em pequenas quantidades;
 Evite ou limite o consumo de alimentos processados
 Evite alimentos ultraprocessados, que são aqueles que sofrem muitas alterações em seu preparo e contêm ingredientes que você não conhece;
 Coma regularmente e com atenção. Dê preferência a alimentar-se em lugares tranquilos e limpos e na companhia de outras pessoas;
 Desenvolva suas habilidades culinárias. Coloque a mão na massa, aprenda e compartilhe receitas;
 Seja crítico. Existem muitos mitos e publicidade enganosa em torno da alimentação. Avalie as informações que chegam até você e aconselhe seus amigos e familiares a fazerem o mesmo.

Data da última revisão: 06 de abril de 2021
Fontes consultadas:

Organização Mundial da Saúde (OMS)
Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS)
https://www.paho.org/pt/eventos/dia-mundial-da-saude-2021
https://www.paho.org/en/campaigns/world-health-day-2021-building-fairerhealthier-world
https://www.gov.br/saude/pt-br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here