22 migrantes marroquinos intercetados pela Polícia Marítima no Algarve

0
190
FOTO: Autoridade Marítima Nacional

Manuel Matola

Uma embarcação com 22 homens de nacionalidade marroquina foi intercetada, esta segunda-feira, após alerta de um pescador, anunciou hoje a Polícia Marítima, em Vale do Lobo, no Algarve.

“O Comando-local da Polícia Marítima de Faro e a Estação Salva-vidas de Quarteira intercetaram hoje, cerca das 04h50 da madrugada, 22 homens a bordo de uma embarcação junto a Vale do Lobo, que alegaram ser de nacionalidade marroquina”, refere uma nota da
Autoridade Marítima Nacional.

Os 22 homens intercetados a bordo de uma embarcação em Vale do Lobo têm idades entre os 20 e os 30 anos.

Segundo as autoridads marítimas, “o alerta foi recebido cerca das 04h00 da madrugada, quando o mestre de uma embarcação de pesca avistou a embarcação, alertando a Polícia Marítima”.

Os elementos da Polícia Marítima de Faro e da Estação Salva-vidas de Quarteira iniciaram buscas por mar e por terra, tendo detetado e intercetado a embarcação pelas 04h50, refere o documento a que o jornal É@GORA teve acesso.

“Após a interceção, efetuaram o acompanhamento da embarcação até ao porto de Quarteira, tendo os 22 homens desembarcado e sido encaminhados para a Estação Salva-vidas de Quarteira”.

Neste momento encontram-se a ser observados por uma equipa do INEM e serão efetuados testes de despiste da COVID-19.

O Serviço de Investigação Criminal do Comando Regional da Polícia Marítima do Sul já se encontra no local a recolher indícios e o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras está a caminho do local, garante a Autoridade Marítima Nacional.

O comandante da Capitania do Porto de Faro, Fernando Rocha Pacheco, citado pelo JN, referiu que “a embarcação, com cerca de sete metros, foi detetada de madrugada por um pescador, que deu o alerta”.

A Polícia Marítima enviou meios para o local “e acabou por conseguir intercetar o barco e os homens, perto das 5 da manhã, já quando se preparavam para desembarcar na praia de Vale do Lobo”, no concelho de Loulé, escreve o JN.

No passado dia 6, sete homens, também de nacionalidade marroquina, foram intercetados numa embarcação pela Polícia Marítima ao largo de Olhão. (MM)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here