388 detidos em operação de combate ao tráfico humano em 12 países da UE

0
161

Manuel Matola

Pelo menos 388 pessoas foram detidas durante uma recente operação transnacional de combate ao crime de Tráfico de Pessoas, realizada em conjunto com a Europol, que identificou 249 potenciais vítimas deste tipo de crime, 61 das quais menores de idade, anunciou hoje o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

De acordo com uma nota da polícia migratória, que participa na operação em nome de Portugal, o SEF está a trabalhar nesta ação conjunta, denominada Joint Action Day (JAD), com a Europol, Espanha e Reino Unido no combate ao crime de Tráfico de Pessoas, com especial enfoque no tráfico de menores.

A iniciativa, que é também apoiada pela Agência Europeia da Guarda de Fronteiras e Costeira (Frontex), decorreu em simultâneo em 12 países – Áustria, Bélgica, Croácia, Chipre, Alemanha, Lituânia, Portugal, Roménia, Eslovénia, Espanha, Holanda e Reino Unido -, onde foram identificados 19 suspeitos adicionais e iniciadas 40 investigações.

Aeroporto de Lisboa

“No Aeroporto de Lisboa, de 5 a 11 de outubro, foram controladas 2.167 pessoas, dos quais 216 menores, em voos provenientes de países previamente identificados como origens de risco”, afirma o SEF, assinalando, contudo, que em Portugal “não foram sinalizadas situações de tráfico de pessoas”.

Participaram nesta ação no território nacional um total de 30 Inspetores do SEF.

“Nos diferentes países, esta JAD levou à identificação de 249 potenciais vítimas do crime de tráfico de pessoas, 61 das quais menores de idade. Foram realizadas 388 detenções, identificados 19 suspeitos adicionais e iniciadas 40 investigações”, resume o comunicado.

Esta operação de cariz transnacional teve “como principais alvos” o controlo de fronteira e os principais centros de transporte de forma a identificar potenciais vítimas e suspeitos da prática do crime de tráfico de seres humanos.
Para tal, cada Estado Membro adaptou as atividades de acordo com as formas de tráfico de crianças prevalentes no país. (MM)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here