A importância dos sapatos

0
400

Claudina Correia
(Consultora de Imagem)
Os sapatos podem ser a peça que escolhemos para iniciar um look ou a peça que o finaliza. Tanto podem impulsionar ou detonar a nossa imagem.
Eles têm um poder transformador, pois conseguimos fazer de um coordenado simples algo mais formal e vice versa.

Segundo Christian Dior “o sapato é o ponto i da elegância”. Mas não se aplica apenas a mulheres, pois sabemos da importância de um bom sapato num look feminino, principalmente saltos altos. Também para os homens é super importante para a sua elegância um sapato bem engraxado, além da boa qualidade.

Através dos sapatos conseguimos saber muito sobre uma pessoa, principalmente o seu estilo. Será ele mais desportivo, clássico ou contemporâneo?
De acordo com uma pesquisa feita pela Universidade de Kansas, 90% da personalidade de uma pessoa se revela nos sapatos que ela usa. Consegue-se perceber traços da individualidade e do humor de cada pessoa. Além disso, mesmo que de forma inconscientemente, as pessoas conseguem captar esses sinais!
Este estudo seria o suficiente para explicar o poder dos sapatos.

Os sapatos foram criados inicialmente para proteção tanto do clima, superfícies e outras agressões. Com o desenvolvimento do mundo e o aumento do conhecimento do homem, os sapatos começaram a ganhar outras expressões tanto a nível cultural e económico.
Para alguns itens de necessidade, para outros objeto de luxo. Na evolução dos sapatos também tem a influência da moda, tal como a roupa e a moda foi juntamente com a necessidade humana de se expressar de forma única e individual que fez aumentar poder aos sapatos.
Essa necessidade de individualização trouxe a variedade dos sapatos tantos dos tecidos como nos formatos. E o propósito de cada sapato também contribui para a sua evolução.

Os designers trouxeram grande relevância nessa mudança de comportamento humano criando novos modelos e assim fizeram, principalmente às mulheres, caírem de amores pelos sapatos e criarem uma relação de entrega e cumplicidade que perdura até aos dias de hoje.
Josephine, a 1ª esposa de Napoleão Bonaparte, usava 5 ou 6 pares diferentes por dia. Maria Antonieta não repetia os sapatos e tinha inúmeros pares, onde alguns de tão delicados que eram só os podia usar sentada.
E a 1ª dama das Filipinas, Imelda Marcos, que possuía mais de 3.000 pares.
São apenas alguns exemplos de que a relação da mulher com os sapatos vem quase de outras vidas.

Não é só pela imagem que os sapatos têm poder, eles comportam uma das partes mais importantes do ser humano, os pés, que é composto por 26 ossos diferentes e 27 articulações que permitem que caminhemos de forma harmoniosa. Além de suportar toda a nossa estrutura corporal. A escolha do calçado deve ter em conta as características que lhe permitam, em qualquer circunstância, realmente proteger os pés, sem prejudicar ou causar qualquer dano. 
Dependendo da concepção do sapato e da escolha do consumidor, o calçado afetará, de forma positiva ou negativa, a saúde e a performance dos pés e de todo o corpo. (X)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here