Abel Chivukuvuku Líder da Terceira Maior Força Politica em Angola CASA-CE Afastado da Liderança

0
318

Líderes de cinco, dos seis partidos políticos integrantes da Convergência Ampla de Salvação de Angola – Coligação Eleitoral (CASA-CE), anunciaram, nesta terça-feira, o afastamento de Abel Chivukuvuku da liderança desta força política

 

Lider da CASA-CE, Abel Chivukuvuku

Em causa está uma alegada “quebra de confiança” em Chivukuvuku, líder da coligação desde a sua fundação e cabeça-de-lista nas Eleições Gerais de 2012 e 2017.

Em sua substituição, os líderes partidários indicaram o deputado André Mendes de Carvalho, um dos independentes, até então vice-presidente da CASA-CE.

A decisão surge na sequência de deliberações tomadas pelos partidos que integram a coligação, após várias reuniões, em que decidiram pela indicação do líder da bancada parlamentar da coligação, André Mendes de Carvalho, para presidente da CASA-CE.

Os líderes dos partidos da coligação tinham dado ao então presidente 72 horas para apresentar a sua demissão, depois de uma reunião na sexta-feira, 22.

Diante do facto, Chivukuvuku respondeu, na altura, que seria cabeça-de-lista de um partido nas Eleições Gerais de 2022, sem revelar qual.

De acordo com o coordenador para Assuntos Constitucionais e Jurídicos da coligação, Alexandre Sebastião, que falava em conferência de imprensa, não foi uma decisão tomada de ânimo leve.

A decisão, explicou, visou pôr fim a um impasse que se prolonga há mais de um ano, sublinhando que os partidos políticos membros da coligação nunca decidiram afastar os chamados “independentes” (membros que não pertencem a nenhum partido da coligação).

Questionado se a CASA–CE sem Abel Chivukuvuku teria pernas para avançar, Alexandre Sebastião disse que a coligação não está a expulsá-lo, mas a demitir apenas da liderança.

Na conferência de imprensa estiveram representados o Partido para o Desenvolvimento e Democracia de Angola – Aliança Patriótica (PADDA-AP), Partido de Aliança Livre de Maioria Angolana (PALMA), Partido Nacional de Salvação de Angola (PNSA), Partido Pacífico Angolano (PPA) e Partido Democrático para o Progresso de Aliança Nacional Angolana (PDP-ANA).

Sobre a ausência do Bloco Democrático, um dos seis partidos integrantes da coligação, Alexandre Sebastião disse que o líder se encontra fora do país, mas o seu substituto informou que o mesmo continuam firme na CASA-CE.

A CASA-CE é uma coligação eleitoral idealizada em 2012, por Abel Chivukuvuku, que, além de seis partidos, é composta por um grupo de políticos sem partido, entre eles Lindo bernardo Tito e André Mendes de Carvalho.

Recentemente, o Tribunal Constitucional deliberou que os independentes “não podem fazer parte do Comité Presidencial da Coligação, sublinhado que se trata de uma coligação de partidos e não de individualidades.

Na sequência do acórdão do tribunal, esperava-se que os mesmos avançassem para a constituição de um partido próprio, mas, aparentemente, preferem juntar-se a um partido já existente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here