Advogados, inspetora do SEF e funcionários da AT acusados no processo “Rota do Cabo”

1
498

O Ministério Público acusou 35 arguidos, entre eles advogados, uma inspetora do SEF e funcionários da segurança Social e da Autoridade Tributária, de auxílio à imigração ilegal, associação criminosa, abuso de poder e corrupção, entre outros crimes.

Numa nota, o Departamento de Investigação de Ação Penal (DIAP) refere que no processo Rota do Cabo, os arguidos estão ainda acusados de branqueamento de capitais, falsidade de testemunho, falsidade informática, falsificação de documentos, casamento ou união de conveniência e detenção ilegal de arma.

Entre os acusados estão quatro advogados, uma inspetora do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), dois funcionários da Autoridade Tributária e dois funcionários da Segurança Social, indica a 4ª secção do DIAP de Lisboa.

No dia 15 de outubro de 2019 foi anunciada a detenção de 22 pessoas no âmbito da operação Rota do Cabo e o desmantelamento de uma alegada rede criminosa de auxílio à imigração ilegal, responsável pela introdução ilegal em Portugal e na Europa de milhares de imigrantes.

A PJ disse que a estrutura criminosa era “constituída por indivíduos com vastos antecedentes criminais e com ligações a redes internacionais que determinam e controlam os fluxos migratórios irregulares, com origem em diversos países da Ásia Meridional e África”.

1 COMENTÁRIO

  1. Muito bom seu conteúdo! Vale a Pena Trazer Mais Pessoas
    pra Ler Sua Matéria, Ficou Show! Atraia Mais Pessoas para
    Lerem Aqui Suas Postagens! Comece Usar a plataforma
    GRATUITA do ‘TrafegoParaSite com br’ ou pesquise no
    Google por ‘PortaLHeRo Como fazer Marketing Digital’ e irá
    encontrar! Fica a dica pra vcs ai e seus leitores, obg

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here