Amadora lança novo fundo para recuperar empresas no concelho pró-imigrantes

0
172

Manuel Matola

Empresários residentes na Amadora, que não beneficiaram do apoio de um milhão de euros que a autarquia lançou na primeira fase de candidaturas visando à recuperação de empresas afetadas pela Covid-19, têm até sábado, dia 31 de julho, para apresentar as suas propostas ao Fundo de Fomento Municipal – REVITALIZAR 3.0.

A verba, que “até à data” já ajudou “cerca de três centenas de empresas”, destina-se a auxiliar estabelecimentos empresariais de setores que vão desde restauração e similares, comércio de bens a retalho até de prestação de serviços, refere a Câmara Municipal da Amadora, concelho que alberga maioritariamente imigrantes.

Esta iniciativa da autarquia permitiu garantir “a manutenção de centenas de postos de trabalho através do Fundo de Fomento Municipal – REVITALIZAR (com dotação de 2 milhões de euros), do REVITALIZAR 2.0, (com o reforço de 1 milhão de euros) e do REVITALIZAR 3.0 (com mais 1 milhão de euros)”, garante a edilidade em nota divulgada na sua página oficial.

A Câmara Municipal da Amadora começou no primeiro dia do mês de julho a receber as candidaturas ao Fundo de Fomento Municipal – REVITALIZAR 3.0, que tem como beneficiários os empresários proprietários ou sociedades detentoras de estabelecimentos de venda ao público (loja) ou equiparado, que exerçam atividade em nome individual ou enquanto sócios gerentes de sociedades comerciais.

A data limite de inscrições é 31 de Julho de 2021.

Também podem concorrer ao fundo os empresários que desenvolvam atividades de restauração e similares, cujo volume de negócios em 31 de dezembro de 2019 não exceda o valor de € 500.000,00 (quinhentos mil euros).

O apoio pretende cobrir os encargos de empresas situadas na circunscrição territorial do Município da Amadora e que, no período compreendido entre janeiro a dezembro de 2020, demonstrem perdas homólogas de faturação superiores a 10%, factos a comprovar, mediante apresentação de declaração subscrita pelo contabilista certificado responsável pela contabilidade da empresa.

E mais: “Os beneficiários terão direito a uma prestação, a ser liquidada, por transferência bancária, durante os meses de julho e agosto de 2021 e consoante o volume de negócios do ano 2019: inferior a € 250.000,00 = € 1.500,00; entre € 250.000,00 a € 500.000,00 = € 3.000,00”, refere a autarquia.

Em nota a que o jornal É@GORA teve acesso, a Câmara Municipal da Amadora lembra que os detentores ou sócios gerentes de estabelecimentos de prestação de serviços cuja atividades que se candidatarem ao Fundo Revitalizar 3.0 têm a “obrigação de manutenção dos postos de trabalho existentes no respetivo estabelecimento, e mantendo-o em funcionamento até 31 de dezembro de 2021”.

Ao aprovar a nova fase de candidaturas ao Fundo de Fomento Municipal – REVITALIZAR 3.0, “de natureza extraordinária, com a dotação inicial de € 1.000.000,00 (um milhão de euros)”, a Câmara Municipal da Amadora pretende “apoiar os setores do comércio e estabelecimentos de restauração e similares, que não beneficiaram na primeira fase de candidatura, traduzido num apoio financeiro aos setores e numa comparticipação financeira nos processos de adaptação de esplanadas”. (MM)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here