Angola atualiza número de imigrantes residentes no norte de Portugal

0
198

Manuel Matola

Os imigrantes angolanos residentes no norte de Portugal podem, a partir de agora, fazer o registo consular, o que permitirá ao Consulado-Geral de Angola no Porto ter uma avaliação mais precisa do número de angolanos existentes naquela área de jurisdição, onde e como é que vivem e qual a sua estrutura social e familiar.

No sábado, o Consulado-Geral de Angola no Porto deu início oficial à campanha de atualização dos registos consulares, um programa que se prolonga até ao próximo mês de Setembro.

“Com esta iniciativa, todos os angolanos residentes no norte de Portugal passam a ter a possibilidade de obter, muitos pela primeira vez, a documentação que os identifica como cidadãos angolanos na plenitude dos seus direitos constitucionais”, refere uma nota a que o jornal É@GORA teve acesso.

Para tal atualizar os seus dados, os imigrantes angolanos residentes no norte de Portugal podem, a partir de agora, aceder ao site www.consulado-geralangolaporto.pt

Segundo a nota da embaixada de Angola em Portugal,para os que optarem por registo presencialmente terão que fazer a atualização “através do preenchimento de um formulário especialmente elaborado para este efeito. Quem optar pela primeira opção, apenas terá depois que remeter depois o formulário para o endereço eletrónico registo2021@consuladogeralangola-porto.pt”.

Na cerimónia dirigida pela Cônsul-Geral de Angola no Porto, Isabel Godinho, participaram líderes de algumas das comunidades angolanas no norte de Portugal que se comprometeram a transmitir a mensagem e a incentivar para a adesão a este programa nas áreas onde residem, de modo a que ele possa ter uma ampla participação.

Falando no ato inaugural, o Embaixador angolano em Portugal, Carlos Alberto Fonseca,“sublinhou a importância desta campanha de atualização dos registos consulares mostrando-se convencido de que ela terá uma adesão semelhante à da emissão do Bilhete de Identidade pela missões consulares de Angola em Portugal e que já ultrapassaram todas as melhores expectativas”.

Também estiveram presentes no ato inaugural, onde foi feita a apresentação formal do programa, o Cônsul-Geral de Angola em Lisboa,Narciso do Espírito Santos, e membros do corpo diplomático nacional acreditado em Portugal.(MM)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here