Aprender a lidar com a dor

0
134

Adelaide Miranda
(Life Coach de Alta Performance)
A dor… Todos nós sentimos, mas nem todos sabemos lidar com ela. A dor é uma emoção forte que tem a tendência de nos fazer mover. Isto porque quando a dor é insuportável temos a tendência para nos movermos no sentido de nos afastarmos dela. Contudo, parece que cada vez mais somos imunes à dor ou acabamos por ficar confortável com ela, não nos movendo na direção correta. Mais importante do que nos afastarmos da dor, ou aprendermos a suportá-la é aprendermos a lidar com ela.

É importante, essencial e obrigatório aprendermos a lidar com a dor. Como todas as emoções, mais importante do que a sentirmos é a nossa atitude perante a mesma. Ignorar ou suportar não é a solução. Ontem, em conversa com o mestre de transformação pessoal Jorge Coutinho, ouvi uma expressão pela primeira vez: “superviver”. A solução para a dor é aprender a “supervive-la”, ou seja, superar a dor e continuar a viver colocando em prática as lições que aprendemos com ela. Então como “superviver” à dor? Aqui vão três dicas que podem ajudar.

Dica 1 – O sofrimento é opcional
A dor faz parte da natureza humana, é a mais pura verdade. Contudo, o sofrimento é opcional. O sofrimento pode ser minimizado se conseguirmos contextualizar a dor, e focarmo-nos nas lições que podemos aprender com a mesma. Quando nos deparamos com situações menos agradáveis a melhor forma de as superarmos é mantermos o foco nos aspetos positivos (por mais que nos custe vê-los há sempre) em vez de nos armarmos em vítimas.

Dica 2 – Aprender a escutar a dor
A dor é uma forma que o nosso corpo tem de nos dizer que estamos fora de sintonia. Quando falamos de dores físicas corremos ao médico para obtermos diagnósticos e saber qual a origem da dor. Contudo, quando se trata da dor emocional temos a tendência para a camuflar ou ignorar. Tanto física como emocional devemos tentar entender o verdadeiro causador da dor, para que possamos eliminar a causa.
Temos de tentar escutar o feedback da nossa dor e eliminar a causa. Para isso, temos de procurar apoio.

Dica 3 – Perceber o que é realmente importante
A dor tem o dom de trazer clareza à nossa vida. Seja ela física ou emocional, após episódios de dor acabamos por, na maioria das vezes, alterar as prioridades que temos na nossa vida. Acabamos por perceber que o mais importante são as ligações familiares, as conexões, os momentos na natureza. Com a dor devemos aprender a praticar a gratidão e a valorizar a vida. Temos a tendência de esquecer o que aprendemos durante os períodos de dor, o que devemos fazer é manter as lições bem presentes na nossa vida.

É verdade que o ideal seria erradicarmos a dor das nossas vidas. Contudo, não podemos ter o arco-íris sem a chuva, e não podemos de forma alguma captar a beleza da vida sem lidarmos com momentos de dor. O segredo está em aprendermos a lidar com a dor percebendo que é inevitável, que pode doer, mas não precisamos de “sofrer”, e também devemos aprender a escutar o feedback e valorizar o que realmente importa.

E como sempre, não podemos finalizar sem relembrar dos cuidados redobrados que devemos ter, principalmente agora que os casos aumentam exponencialmente: distâncias de segurança, máscaras, álcool gel e lavar as mãos regularmente. (X)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here