Associações de imigrantes debatem com candidatas presidenciais Ana Gomes e Marisa Matias

0
305
Marisa Matias (Esq) e Ana Gomes (Dir)

Manuel Matola

Três associações de imigrantes vão promover na próxima quinta-feira um encontro virtual com a candidata à presidência da República Ana Gomes, para “debater e questionar a candidata sobre temas ligados à Imigração, aos direitos humanos e à relação de Portugal com os PALOP e o Brasil”.

Portugal tem atualmente 634 mil imigrantes legais.

O encontro, que será organizado pela Casa do Brasil de Lisboa, em parceria com a Cretcheu-Associação Cabo-Verdiana de Almada e a Rede Sem Fronteiras, insere-se no âmbito de uma iniciativa das três associações que pretendem levar a cabo proximamente também com outros “candidatos democratas”.

Ana Gomes é a primeira das duas mulheres anunciadas – a par de Marisa Matias – para o encontro desta quinta-feira, às 18:00, na plataforma Zoom e Facebook das três associações.

“Este evento faz parte de uma série de encontros a serem realizados com os/as candidatos democratas”, pelo que “já está também marcado o debate com a candidata Marisa Matias para o dia 3/12, às 18 horas”, referem os organizadores da iniciativa numa nota enviada ao jornal É@GORA.

Além da ex-eurodeputada Ana Gomes e eurodeputada Marisa Matias, candidata do Bloco de Esquerda, são também candidatos à presidência da República João Ferreira, que concorre pelo partido comunista, e o independente Tino de Rans (de nome oficial Vitorino Silva).

O advogado Tiago Mayan Gonçalves também está na corrida presidencial a Belém pelo Partido Iniciativa Liberal, força política de que é fundador.

Também concorrem a Belém o atual presidente do Partido Democrático Republicano, Bruno Fialho, e o deputado André Ventura, líder do Chega, partido de extrema-direita e anti-imigração, que foi o primeiro a anunciar a sua intenção de ocupar o cargo de Presidente da República em 2021.

O atual Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, deve anunciar ainda este mês de novembro a decisão de recandidatura (ou não) após convocar as eleições presidenciais que se realizam no mês de janeiro de 2021.

Caso se recandidate, este será o seu segundo e último mandato. (MM)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here