Autocuidado e bem estar!

0
228

Claudina Correia
(Consultora de Imagem)
Quem somos sem uma relação saudável com nós mesmos?

Nada se compara ao sentimento de olharmos ao espelho e gostarmos do que vemos e também nada se compara quando olhamos e não gostamos do que vemos.

Estarmos bem com nós mesmos é a melhor sensação do mundo e o contrário, a pior.

Ter uma imagem bonita não significa que a pessoa seja satisfeita com ela própria, tudo é uma questão interna. O que vemos no exterior é o reflexo do que sentimos no interior e quando não estamos bem por dentro não conseguimos olhar para fora de forma positiva.

Cuidar da nossa imagem contribui para estreitar a relação que temos connosco e a olhar para nós com mais amor, mas cuidar apenas do físico não é suficiente, o autocuidado vai muito além disso. Embora cuidar da imagem ajude a melhorar a autoestima, não há roupa ou maquilhagem suficientes para camuflar a falta de amor próprio.

Mas então o que é o autocuidado e como isso pode afetar o nosso bem estar?

O autocuidado é tudo o que nós fazemos para melhorar a nossa qualidade de vida, ou seja, tudo o que nos causa satisfação ao mesmo tempo que cuida de nós. Muito mais do que cuidar do corpo, é, essencialmente, cuidar da mente.

Como referi anteriormente, cuidar de nós ajuda a estabelecer uma ligação próxima com nós mesmos. Permite conhecermo-nos física e mentalmente e a sabermos lidar e aceitar as nossas particularidades e a gerir as nossas emoções.

A grande questão do nosso quotidiano é conseguirmos lidar com as nossas emoções, saber exatamente o quê e o porque do que sentimos e reagir em conformidade.

A vida corrida, as várias demandas para fazer frente muitas vezes leva-nos a esquecermos de parar e perceber em que estado estamos, o que o corpo e a mente precisam.

As nossas atividades diárias por vezes exigem tanto de nós que esquecemos quem somos e passamos a agir conforme o que os outros esperam de nós. Ou porque receamos a rejeição ou porque estamos em modo automático e nem nos apercebemos. De uma forma ou de outra isso causa-nos pressão e não saber lidar com essa pressão leva-nos a entrar em colapso que podem conduzir-nos a estados depressivos.

Uma das coisas que ouço muito os especialistas dizerem ser excelente para a nossa saúde mental é praticarmos o desapego, ou seja, desapegar das coisas e das pessoas.

Apegamo-nos aos empregos, aos nossos negócios, à ideia de uma imagem perfeita e aos relacionamentos e temos medo de perder como se de a nossa vida se tratasse e quando “perdemos” vamos realmente abaixo. A fraca relação com nós mesmo coloca-nos em posição de insuficientes, o que nos faz procurar nos outros ou nas coisas o que achamos que falta em nós. Mas não precisamos de nada além de nós mesmos.

O autocuidado deve ser voltado para uma auto construção equilibrada, uma auto aceitação saudável e para manter a nossa auto estima elevada. E dedicar momentos para nós seja em exercício físico, meditação, leitura, escrita ou qualquer outra atividade que nós consideramos ser o mais indicado para criar essa conexão com nós mesmos. Depois dessa boa conexão estabelecida estamos prontos para vestir e nos produzir como quisermos que, certamente, estaremos bem alinhados. (X)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here