Brasil é o único país lusófono que verá duplicado voos semanais da TAP em 2020

0
33
Transportadora Aérea Portuguesa

O Brasil é o único país lusófono que verá duplicado voos semanais da TAP que, em 2020, terá maior frequência nas cidades de Natal e Belém, duas das rotas “mais bem-sucedidas”, resultante do fluxo migratório brasileiro, a maior comunidade estrangeira atualmente em Portugal.

Face ao movimento de passageiros provenientes do Brasil, a TAP afirma que a partir do próximo ano vai continuar a investir naquele país latino-americano, reforçando deste modo o tráfego “com mais dois voos por semana” para as regiões de Natal e Belém, o que permitirá “mais frequências semanais” no Nordeste do Brasil.

“A TAP continua também a investir no Brasil, com voos no novo A321LR e com frequências reforçadas para as cidades de Natal e de Belém, crescendo de três para cinco voos por semana para cada um dos destinos”, refere uma nota da companhia aérea portuguesa a que o jornal É@GORA teve acesso.

Nos primeiros seis meses do corrente ano, a TAP transportou 7,9 milhões de passageiros, o que representa um crescimento de 4,8 por cento face ao igual período de 2018.

Um comunicado anteriormente divulgado indica que, no último ano, o “Brasil registou um abrandamento ligeiro, com menos dois por cento de passageiros” no primeiro semestre, mas “os meses mais recentes” do ano 2019 deram “já sinais de uma recuperação”.

Por exemplo, em junho último, “a TAP transportou nas rotas do Brasil mais 3,4 por cento que no mesmo mês de 2018”, refere a nota.

No geral, no ano transato, a companhia de bandeira portuguesa conseguiu registar aumentos de passageiros “em todos os setores de rede que opera (exceto o Atlântico Sul e Central), com destaque para a América do Norte, com mais 9,6 por cento de passageiros transportados, para um total de 428 mil, e de África, onde a TAP cresceu 8,5 por cento, para um total de 586 mil passageiros”, indica a mesma nota.

Nesta quarta-feira, a TAP revelou o seu plano de rota para 2020, o qual prevê “ampliar o foco nos Estados Unidos da América e Brasil”, criando também “nova ponte aérea para Madrid a partir do Porto e Lisboa”.

No seu plano para o Verão do próximo ano, a empresa pública portuguesa da aviação tenciona continuar líder na operação entre a Europa e o Brasil.

Mas, relativamente ao espaço lusófono africano, a empresa assegura que apenas irá “apostar em equipamentos mais modernos, eficientes e confortáveis, (que) permitem também que a TAP consiga, já este ano, disponibilizar os novos A330neo aos passageiros que voem para Luanda (Angola), a partir de outubro e, até final do ano, para os passageiros que voem para Maputo”, capital de Moçambique.

Embora o plano de rota da TAP para 2020 esteja “naturalmente sujeito à obtenção de Slots (o direito de pousar e decolar em aeroportos congestionados), um processo que se inicia agora em Agosto”, a TAP prevê chegar ao Verão de 2020 “com mais crescimento” de passageiros, “frequências” de rotas e apostar “nos produtos” diferenciadores, assinala a nota.

“Em 2020, o enfoque será consolidar e crescer nas apostas que estão a ser mais bem-sucedidas”, o que poderá contribuir para um maior número de entrada de imigrantes e cidadãos estrangeiros no território português, sublinha a nota da TAP. (MM)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here