Casa da Lusofonia deixa de ser Loja do SEF na Universidade de Coimbra

0
332
FOTO: Global Imagens ©

Manuel Matola

Após sete anos de parceria com o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), a Casa da Lusofonia da Universidade de Coimbra (UC) deixa de ser o local reservado para tratar da situação documental de estudantes estrangeiros conimbricenses que, a partir de hoje, passam a ter um novo espaço de atendimento: o Student Hub.

Trata-se de “um modelo inovador de circuito integrado de serviços e informações para a melhoria da qualidade do acolhimento e da assistência aos estudantes e candidatos ao ensino superior, sobretudo, estudantes imigrantes daquela histórica instituição de ensino superior em Portugal, que foi das primeiras no país a ter uma Loja do SEF no pátio da Universidade.

A Diretora Regional do Centro do SEF, Isabel Salgado, e o Reitor da Universidade de Coimbra, Amílcar Falcão, inauguraram, hoje, um posto de atendimento no novo espaço na Universidade de Coimbra – o Student Hub -, localizado no rés-do-chão da antiga Faculdade de Medicina (Pólo I da UC), com o objetivo de “disponibilizar um atendimento diferenciado para a comunidade estudantil” da mais antiga universidade portuguesa.

Segundo refere a nota dos serviços migratórios, “este novo espaço vem, assim, substituir o existente na Casa da Lusofonia, inaugurado em outubro de 2014” no âmbito de um acordo firmado com o SEF no sentido de tratar da situação documental de estudantes estrangeiros, a par da possibilidade de prestação do serviço de concessão de passaporte, comum e de serviço, a estudantes e investigadores nacionais.

A abertura do espaço Student Hub contou com a presença da Diretora Regional do Centro do SEF, Isabel Salgado, do Reitor da UC, Amílcar Falcão, do Vice-Reitor da UC para o Património, Edificado e Infraestruturas, Alfredo Dias, e da Vice-Reitora da UC para os Assuntos Académicos e Atratividade de estudantes pré-graduados, Cristina Albuquerque.

A Casa da Lusofonia, cuja missão passa(va) por facilitar a criação de pontes entre os estudantes dos países lusófonos e os estudantes nacionais e internacionais da UC, era onde funciona(va) Sede de sete associações de estudantes de países lusófonos: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

“Paralelamente”, lê-se na página oficial da instituição, “a Casa da Lusofonia é um International Student Lounge, ponto de encontro entre todos os estudantes que, independentemente da sua nacionalidade, querem dar uma dimensão internacional ao seu futuro. Todos eles encontram na Casa da Lusofonia da Universidade de Coimbra (CLUC) um espaço de atendimento da Divisão de Relações Internacionais capaz de responder às questões ligadas aos seus projetos de mobilidade”.

Os estudantes estrangeiros da Universidade de Coimbra foram os primeiros imigrantes em Portugal a renovarem as respetivas autorizações de residência através de uma aplicação no telemóvel, no âmbito de um projeto piloto inovador denominado “Smart SEF ID”.

Aquando do anúncio do lançamento da nova ferramenta, há dois anos, o SEF indicou que o “Smart SEF ID” permitiria que os usuários criassem uma identidade digital que possibilitasse os estudantes universitários fazerem a renovação do Título de Residência através de um processo integralmente digital.

Para além de “facilitar a partilha cultural” entre as associações de estudantes lusófonas, estudantes portugueses e estudantes internacionais, a Casa da Lusofonia sempre se identificou também como um “espaço para a realização de iniciativas conjuntas que contribuam para a melhoria da comunicação entre os estudantes internacionais da UC. A CLUC inclui sala de reuniões, espaço polivalente para palestras, mesas redondas, exposições e atividades culturais”. (MM)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here