“Correio de droga” morre em pleno aeroporto de Lisboa

0
29
Fluxo de passageiro no aeroporto de Lisboa

Um cidadão estrangeiro que transportava estupefaciente no interior do organismo morreu na manhã desta sexta-feira no Aeroporto de Lisboa, anunciou o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

Em comunicado, o SEF afirmou que o cidadão, cuja nacionalidade não foi revelada, teve complicações decorrentes do transporte de estupefacientes no interior do seu organismo quando ainda sucediam os procedimentos de admissão no Espaço Equiparado a Centro de Instalação Temporária (EECIT) no aeroporto.

O passageiro colapsou e, de imediato, foram acionados todos os mecanismos médicos pela equipa do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), mas sem sucesso.

Apesar das várias tentativas no sentido de o reanimar, o cidadão estrangeiro acabou por falecer por volta das 12:40 dessa sexta-feira no interior das instalações do Aeroporto Humberto Delgada, na capital portuguesa.

Ao lado da vítima, que havia sido instalada no EECIT, estava um outro passageiro que, ao se aperceber da situação, confessou que era “correio de droga” e que transportava consigo 90 bolotas de produto estupefaciente no interior do seu organismo.

De seguida, as autoridades migratórias levaram-no para o Hospital de São José para observação e, posteriormente, este será entregue à Polícia Judiciária. (X)

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here