Covid-19: Moçambicano proveniente do Reino Unido e médico imigrante em Espanha infetados – diz Governo

0
507
FOTO: Mollweide Projection ©

O ministro da Saúde de Moçambique, Armindo Tiago, anunciou hoje que um moçambicano que “voltou de uma viagem ao Reino Unidos em meados deste mês” deu positivo num teste de coronavírus feito nas últimas 24 horas, em Maputo, um dia depois daquele governante ter revelado caso de um médico moçambicano residente na Espanha também infetado com Covid-19.

“Trata-se de um caso importado”, afirmou o titular da pasta da Saúde de Moçambique numa conferência de imprensa, na capital moçambicana, a propósito do paciente proveniente do Reino Unido, que apresenta sintomas ligeiros.

Após o laboratório do Instituto Nacional de Saúde (INS) ter confirmado a infeção deste paciente que está em isolamento domiciliário e sob acompanhamento clínico, o ministro moçambicano da Saúde garantiu que agora “decorre um rastreio de contactos” mantidos pelo portador do vírus, para “monitorização e avaliação de eventuais cadeias de transmissão do vírus”, segundo recomenda a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Moçambique não sabe quantos cidadãos residem no estrangeiro, pelo que, em fevereiro, o governo moçambicano lançou um processo de “mapeamento global” para criação de um banco de dados da diáspora com “informação mais exaustiva possível” dos que residem no exterior, visando envolve-los, através de “mecanismos legais”, na participação do desenvolvimento do país quando solicitados.

A iniciativa do mapeamento e da criação de um banco de dados da diáspora moçambicana provém do Chefe de Estado, Filipe Nyusi, e insere-se nas atividades dos primeiros 100 dias do governo, que foram recentemente aprovadas pelo Conselho de Ministros de Moçambique.

Falando sábado aos jornalistas em Pemba, na província de Cabo Delgado, norte do país, o ministro moçambicano da Saúde disse que, até sábado, o INS havia testado 42 pessoas “e todas elas foram negativas”. Mas o caso agora reportado em Moçambique resulta de testes feito nas últimas 24 horas por aquele órgão pertencente às autoridades sanitárias do país.

No sábado, o governo moçambicano assegurou ter recebido através da embaixada da Espanha a informação de que há um cidadão moçambicano “que é residente e trabalha na Espanha” que está infetado com coronavírus.

“É médico de profissão e esse cidadão moçambicano foi diagnosticado e está no hospital a receber cuidados relativos à situação do coronavírus. Este caso não deve ser confundido com um caso em Moçambique. É um caso registado na Espanha”, disse Armindo Tiago.

A região de Madrid é o epicentro da crise em Espanha, país que contabiliza agora mais de cinco mil casos.

Dados da OMS indicam que 13.400 pessoas morreram e mais de 308 mil cidadãos em todo o mundo estão infetadas com o novo coronavírus, responsável pela doença Covid-19, depois que a pandemia foi registada pela primeira vez na China, no passado mês de dezembro. (MM)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here