Covid-19: Há um guia prático em 19 línguas para imigrantes de 130 nacionalidades residentes em Portugal, diz SEF

0
293

A Associação Médicos do Mundo lançou hoje um guia em 19 línguas com “informação útil sobre a COVID-19” destinada aos “cidadãos de mais de 130 nacionalidades diferentes” que residem em Portugal, anunciou hoje o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

No guia constam informações que vão desde a definição do que é o surto à explicação dos sintomas do novo coronavírus que provoca a Covid-19, descrita no texto como “uma doença nova doença que pode afetar o seu sistema respiratório”.

A brochura apela aos imigrantes para “preventivamente” se manterem em casa e ligar para a Linha SNS24 na eventualidade de terem sintomas que se manifestem, por exemplo, através de “uma nova tosse contínua”, ou notarem que estão com “febre (37, 5 graus ou superior)”.

Mas o SEF não indica se do outro lado da linha haverá atendimento nas 19 línguas.

O guia apresenta, contudo, conselhos práticos sobre o que fazer em caso de ficar em casa, indicando as três situações em que se deve contatar o SNS24: “quando sentir que não consegue superar os seus sintomas em casa”, quando “a sua condição piora” e “se os seus sintomas não melhoram após 14 dias”.

As três formas de acesso à informação – uma por email, para colocar questões sobre a doença Covid-19 à Direção Nacional de Saúde, e outras duas por telefone, tanto para casos de suspeita, quanto, a terceira, para colocar dúvidas sobre período de quarentena, baixas médicas e assistência aos familiares também fazem parte do guia do Médicos do Mundo, a que o jornal É@GORA teve acesso.

Aos imigrantes que integram a lista das “mais de 130 nacionalidades diferentes” que vivem no território português também é recomendado à adoção de medidas para “ajudar a impedir a propagação do coronavírus”, que passam por se certificar de “lavar as mãos com frequência com água e sabão durante 20 segundos”, bem como primar pelo “distanciamento social” para evitar contágio.

Com o registo de um morto e 642 confirmados, as autoridades sanitárias de Portugal estão a lutar para que o país não chegue à situação da Itália, que, com mais de duas mil mortes, é agora o epicentro do Covid-19 na Europa.

Nesta segunda-feira, Portugal e Espanha encerraram as fronteiras terrestres e as ligações aéreas, ferroviárias e fluviais para tentar conter a propagação do novo coronavírus, isso numa altura em que o governo espanhol atualizou os dados: 558 mortos e 13.716 infetados.

Com a entrada em vigor desta medida a partir das 23:00 desta segunda-feira, nos próximos tempos só vão existir nove pontos de passagem entre Espanha e Portugal – que estão a ser controlados também por equipas do SEF -, que estarão exclusivamente destinados para transporte de mercadorias e trabalhadores que tenham que se deslocar ao território português por razões profissionais.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, o novo coronavírus já provocou 7.800 mortos em todo o mundo, sendo que o número de infetados ultrapassou as 189 mil pessoas, com casos registados em 148 países e territórios. (MM)

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here