Educação Financeira – Férias Económicas

0
240

Adelaide Miranda
(Life Coach de Alta Performance)
Chegamos à segunda metade do mês de Julho, e estamos com as férias à porta. Com a situação da pandemia, muitos de nós achamos impossível tirarmos umas férias porque a “guita” está curta. O bolso está vazio, mal dá pra o básico quanto mais para uns momentos de lazer.

A grande questão é que é importante, essencial e obrigatório tirarmos uns momentos para descansar. A melhor forma de mantermos a nossa sanidade mental é tirarmos uns momentos para descansar. A excelente novidade é que tens o privilégio de morar num dos países mais bonitos do mundo e com belezas naturais espalhadas por todos os lados. É quase garantido que num raio de a 100 quilómetros, de onde te encontras, seja em que parte de Portugal for, irás encontrar um lugar paradisíaco. Apreciar a natureza é das terapias mais relaxantes do mundo e é praticamente de borla. Digo praticamente porque ninguém aprecia a natureza de estômago vazio e dormir ao relento não é para todos.
Apresento-te três dicas que te vão permitir aproveitar umas miniférias e teres o teu merecido descanso.

Dica 1 – Pesquisa no Mapa de Portugal
Pega no mapa de Portugal e coloca um círculo com um raio de 50 a 100 quilómetros à tua volta. Faz uma pesquisa no google sobre as pequenas vilas ou cidades que tens à volta e que nunca visitaste. Vais descobrir curiosidades interessantes e garantidamente algo do teu interesse. Escolhe para onde queres ir. Opta por dois ou três lugares para poderes ter opções.

Dica 2 – Definir a “budget”
Agora que já tens ideia de onde poderás ir, há que definir quanto poderá custar essa pequena escapadela. Qual o meio de transporte? Vais de carro? Autocarro? Bicicleta? Existem portagens? Existem hóteis? Pousadas? Apartamentos Airbnb? Para que conte como uma escapadela tens que dormir fora de casa… Pode haver a tentação de voltar para casa, porque afinal são só uns quilómetrozinhos, mas voltar para casa só se tornará mais cansativo e já não se pode chamar de “férias”, certo?
Prepara refeições e leva comida contigo. Frutas, sandwiches, snacks… Coisas práticas que te permitirão poupar dinheiro em restaurantes e cafés.
Após esta análise, há que verificar os preços e os custos totais para cada uma das opções que escolheste quando tratavas da Dica Número 1. Agora, há que resolver a parte do “praticamente de borla”.

Dica 3 – Amealhar uns tostões
Os custos totais desta escapadela devem ser relativamente baixos. Contudo em bolso vazio até um cêntimo é caro. Há que arranjar uma estratégia para amealhar uns tostões. Primeiro, começa por cortar gastos desnecessários. São uns 5 cafés por dia, refeições fora de casa… Começa por criar hábitos de poupança. Prepara uma marmita para levar para o trabalho e reduz as idas ao café. Lembra-te que grão a grão enche a galinha o papo.
Segundo, tenta arranjar outra fonte de rendimento. Pergunta se precisam de umas horas extra no trabalho. Tenta juntar o máximo que puderes e todo o extra vai para o mealheiro das férias. Procura pequenos trabalhos temporários, oferece os teus serviços… Se queres realmente descansar um pouco e não tens o bolso vazio, há que fazer um pequeno esforço extra. Não existe bonança sem sacrifício.

Por fim, aproveita cada minuto. Evita o stress. Aprecia o nascer do sol e o por do sol. Faz caminhadas e aprecia a paisagem à tua volta. Descansar é isso mesmo: tirar a mente das nossas preocupações. Não precisamos de ir muito longe de casa nem gastar rios de dinheiro para termos umas férias maravilhosas. É preciso ter-se vontade de descansar e aprender a valorizar o que está à nossa volta.

Com estas dicas tens tudo o que precisas para preparar uma escapadela económica. Lembra-te de incluir na mala as máscaras e o álcool gel. O número de casos está a aumentar todos os dias, relembro-te que basta fazeres a tua parte para garantires a tua segurança e das pessoas à tua volta. (X)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here