Educação Financeira – Várias Fontes de Rendimento (VFR)

0
231

Adelaide Miranda
(Life Coach de Alta Performance)
Falar de objetivos e não falar de finanças é praticamente um crime! As finanças fazem parte integrante da nossa vida, permitem a nossa sustentabilidade e, para além disso são o motor para os nossos projetos futuros. Contudo, a maioria de nós quando ouve falar de finanças sente uma imediata sensação de desconforto. Porquê? Porque muitos de nós crescemos com a ideia de que dinheiro é mau, é sujo, quem tem muito dinheiro é má pessoa…

O meu papel é libertar-vos dessas crenças. Aceitando ou não, a realidade é que o dinheiro permite o nosso conforto e determina em parte a nossa qualidade de vida. Então, em vez de fugirmos do assunto, o mais importante, essencial e obrigatório é tocarmos no assunto e percebermos como vamos fazer para ter mais dinheiro, para estarmos em controlo das nossas finanças.

Agora, tu perguntas-me: “Adelaide, como posso controlar as minhas finanças numa altura em que não há certezas nenhumas?”. A resposta é fácil: começas por controlar aquilo que podes, primeiramente o teu orçamento.

O teu orçamento é composto pelas tuas entradas e pelas saídas. Portanto, tens o controlo do que entra e do que sai. Controla os teus gastos, define o que é prioritário e aquilo que realmente necessitas. E, as tuas entradas? Como controlar as tuas entradas? Vou falar-te da prática das várias fontes de rendimento e o porquê. Está mais do que claro que “depender apenas de uma fonte de rendimento é suicídio”, assim diz o Coach Abdel Camará. Então vamos arranjar várias fontes de rendimento.

Quando falo nisto por norma recebo mil objeções de imediato: “se não consigo controlar este trabalho, quanto mais outros?”, “o trabalho não anda por aí aos pontapés” … Enfim, pontos com alguma validade, mas que requerem alguma criatividade e resiliência. O melhor que podemos fazer é investir em nós, em formação, tornarmo-nos mais valiosos e aumentarmos a nossa capacidade de ganhar. Como? Vou deixar aqui três dicas, o resto peço-te que puxes pela tua imaginação e encontres soluções. Lembra-te que para cada problema existem pelo menos 100 soluções. Então vamos lá:

Dica 1 – Procura um part-time

Podes sempre procurar um trabalho extra em que faças umas horas durante a semana ou ao fim de semana. Obviamente que vais dizer: “Adelaide, e quando eu descanso? Também preciso de descansar…”. A minha resposta é clara: “o problema afinal não é encontrares outro trabalho, mas sim o quereres descansar.” Ou seja, por vezes o que tem de ser tem muita força. Se for necessário um sacrifício temporário para um benefício a longo termo assim terá de ser, contudo não uses a desculpa que não há trabalho, diz apenas que optas por não arranjar um extra…

Dica 2 – Rentabiliza os teus talentos
Aquele bolinho que só tu sabes fazer? Vende às fatias. Pergunta aos colegas, vizinhos e familiares se precisam de apoio com algo que tu sabes fazer. Usa as tuas qualidades para fazer um dinheirinho extra. Monta a tua microempresa. Sim, claro, vai dar trabalho. A questão é se queres ou não arranjar um extra.

Dica 3 – Investe as tuas poupanças
Dinheiro parado no banco perde o seu valor. Convém investires uma parte das tuas poupanças e rentabilizar o teu dinheiro. Existem várias formas de investimento como negócios, imobiliário, produtos bancários (ações, fundos de investimento)… Há soluções para todos os gostos e todos os bolsos. Informa-te e seleciona a que for melhor para ti.

Agora cabe-te a ti tirar umas horinhas do teu dia e pensares no que é melhor para ti. Faz um plano e coloca em ação. Ainda a semana passada falamos de mentalidades de crescimento. Se perdeste o artigo, corre e vai ler. Tens todas as dicas para ganhares o controlo sobre a tua vida, agora só tens de entrar em ação.

Espero que coloques no teu orçamento um valor para máscaras e álcool gel. Ou melhor, podes pensar numa forma de produzir esses produtos e vender! Vês, mais uma solução. Entretanto mantém-te em segurança e lembra-te que todo o cuidado é pouco. (X)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here