Haverá poesia infantojuvenil lusófona no arranque do Bicentenário da Independência do Brasil, em Oeiras

0
636

Manuel Matola

A literatura infantojuvenil de língua portuguesa vai ser o ponto de partida das festividades do Bicentenário da Independência do Brasil, que vão ecoar a partir do Parque dos Poetas, em Oeiras, o município português que acolherá a 2ª edição da Travessia das Letras de 16 a 22 de maio próximo.

Além da literatura infantojuvenil, o evento que envolve artistas lusófonos vai congregar “outras artes”: cinema, teatro, ritmos brasileiros, indígenas, culinária, história, literatura de cordel, cujos protagonistas serão também personalidades e referências da cultura brasileira como Pedro Luís, Daniel Munduruku, Roberto Bontempo e Miriam Freeland, Ciça Fittipaldi e o Teatro Tablado.

Entre os fazedores da literatura infantojuvenil em Portugal estarão presentes nomes como Luísa Ducla Soares, Mário de Carvalho, Inês Fonseca Santos, João Maio Pinto e Rita Pimenta.

Em nota enviada ao jornal É@GORA, a idealizadora da festa infantojuvenil, Cláudia Pinheiro, assinala que a realização das festividades do Bicentenário da Independência do Brasil no território português “sugere o caminho inverso ao do percorrido pelo idioma, promovendo o intercâmbio, atiçando a curiosidade, estimulando a criatividade e expandido o imaginário pelo universo lúdico e onírico da literatura infantojuvenil”.

A responsável da Dois Um, empresa luso-brasileira, que já trouxe para Portugal outros grandes projetos como “Arquitetura Portuguesa no Traço de Lúcio Costa”, montada em Lisboa em 2013, ano do Brasil em Portugal, destacou o cariz cultural da celebração do Bicentenário da independência do Brasil cuja perspetiva global visa tanto a promoção do turismo brasileiro por via da cozinha mineira, de toda a diáspora brasileira, hoje a maior comunidade estrangeira residente em Portugal bem como do Travessia das Letras – a 2ª Festa infantojuvenil da Língua Portuguesa.

“A Travessia nasceu a partir do desejo de aproximar culturas que compartilham a língua portuguesa, idioma oficial em países como Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste, que espalhados por 4 continentes, reúnem mais de 250 milhões de pessoas que falam o idioma português”, diz sobre um evento que, de acordo com Cláudia Pinheiro, pretende celebrar “grandes nomes brasileiros que irão interagir com nomes relevantes de Portugal”.

A entrada ao festival é livre, mas mediante inscrição para as oficinas, quer para o público em geral quer para alunos de escolas públicas e privadas, que deve ser feita através do e-mail travessiadasletras2022@gmail.com.

“De 2a a 6a-feira, além do público tradicional, estarão presentes os alunos pré-agendados das escolas com o Oeiras Educa ( www.oeiraseduca.pt). Serão alunos do Jardim de Infância ao Ensino Secundário da rede municipal de Oeiras / PT”, lê-se no comunicado.

Entre os artistas e atrações brasileiras presentes, haverá Oficina Teatral da Peça Pluf, o Fantasminha, de Maria Clara Machado (homenageada por seu centenário), ministrada por Cacá Mourthé e Ricardo Kosovki; Daniel Munduruku, que recebeu menção honrosa do Prêmio Literatura para Crianças e Jovens na Questão da Tolerância da ONU ( Organização das Nações Unidas); oficina de ritmo brasileiro, com Pedro Luís, que a partir de “Carinhoso”, uma das canções mais importantes da obra do maestro, instrumentista e compositor Pixinguinha, construirá uma atividade percussiva infantojuvenil, usando um dos mais simples e geniais ritmos brasileiros, a marcha-rancho, além da encenação do livro “Ideias para adiar o fim do nundo”, de Ailton Krenak, com a atuação dos atores Roberto Bomtempo e Miriam Freeland.

“Faremos narrações de histórias e leituras dramatizadas de vários clássicos infantojuvenis brasileiros”, antecipa a jornalista, escritora e curadora da Travessia, Luciana Savaget – autora de “Nossas histórias são suas histórias” – que participará de um debate com Stefania de Brito, escritora luso-brasileira, autora de “Uma Aventura Hospitalar”. (MM)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here