Imagem importa?!

0
372

Claudina Correia
(Consultora de Imagem)
“Uma palavra vale mais do que mil palavras” esta é uma expressão popular que é usada para nos mostrar como a imagem facilita a compreensão daquilo que queremos comunicar. É da autoria do filósofo chinês Confúcio, que pretendeu com isso passar a ideia do poder da comunicação através da imagem.

Hoje em dia, onde tudo acontece de forma rápida, recorre-se às imagens para se comunicar de uma forma mais direta. Isso aumenta o nível de exigência das imagens para que sejam cada vez mais expressivas e claras na sua comunicação com menos legendas possíveis ou então atrativas o suficiente para fazer com que se interesse pelo texto que as acompanha.

O mesmo se trata da nossa imagem pessoal, ela deve transmitir clareza, ao mesmo tempo deve ser relevante para fazer com que as outras pessoas se interessem pelo conteúdo ou tudo o resto que podemos ter para oferecer.

Segundo um estudo na área do comportamento humano a primeira impressão que uma pessoa tem baseia-se 55% na sua aparência, 38% no tom de voz e 7% no que fala. E são necessários apenas 10 segundos, no máximo, para se formar uma opinião a nosso respeito, baseada na nossa imagem. Segundo este estudo faz sentido ainda perguntar se a imagem importa?

Ainda existe alguma resistência em assumir-se a necessidade de uma imagem que comunique de forma clara ou podemos dizer que a dificuldade está em saber o quê e como comunicar através da nossa imagem.

Para afirmar se a imagem importa vejamos os seguintes exemplos: Que leitura normalmente fazemos quando vemos uma mulher que usa uma saia muito curta e está excessivamente maquilhada? Qual a nossa reação quando um homem muito sujo e com mau cheiro se aproxima de nós? Em relação à primeira pergunta a nossa primeira impressão é julgar a mulher e na segunda o homem em questão não nos transite confiança.

Antes de falarmos, antes de dizer quem somos já é feita uma leitura sobre a nossa pessoa e em muitas situações somos rejeitados sem a possibilidade de uma segunda oportunidade. E, na maior parte das vezes, essa avaliação não reflete quem realmente somos, nem a mensagem que gostaríamos de passar, daí a importância de uma imagem coerente com a nossa personalidade e clara na comunicação pretendida.

Tudo o que abordei até agora foi a importância da nossa imagem através dos olhos dos outros. Mas para nós mesmos a imagem importa? Quando nos olhamos no espelho e não gostamos do que vemos como nos sentimos? Quando sabemos que a nossa imagem não corresponde ao que pretendemos ou não estamos seguros da nossa imagem como fica a nossa auto-estima?
É importante reconhecermo-nos e sentirmo-nos felizes com a imagem refletida no espelho.

Já referi em outros artigos que somos seres em constante procura de aceitação e pertença e a nossa imagem tem o poder de nos incluir ou excluir porque ela comunica a nossa identidade. Quando estamos satisfeitos com a nossa imagem tudo a nossa volta flui em conformidade, sabemos quem somos, o que queremos comunicar e onde nos queremos posicionar.

A imagem importa SIM, para nós enquanto seres sociais e, principalmente, como seres individuais. (X)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here