Interpol deteta 3523 migrantes e 96 vítimas de redes de tráfico humano

1
176

Manuel Matola

Pelo menos 3523 migrantes irregulares foram detetados numa mega operação da Interpol conduzida em simultâneo em 32 países, designadamente Portugal, que resultou no resgate de 96 vítimas do crime de tráfico de seres humanos.

A operação levada a cabo à escala global tinha como objetivo identificar e desmantelar organizações criminosas que se dedicam à exploração de migrantes e utilizam a América Latina como plataforma de trânsito ou destino.

Em resultado, 204 suspeitos da prática destes crimes foram detidos, nomeadamente em Portugal, onde o Serviço de Estrangeiros e Fronteira (SEF) participou ativamente durante a fase operacional, que decorreu entre os dias 27 de novembro e 3 de dezembro.

“Em Portugal foram detetadas várias pessoas com medidas de interdição e circulação no espaço europeu, bem como diversas situações de fraude documental. Foram ainda apreendidos 7 kg de cannabis numa das fronteiras terrestres”, refere o SEF em nota enviada ao jornal É@GORA.

De acordo com a polícia migratória portuguesa, a operação “Turquesa II” da Interpol de combate à exploração de migrantes e tráfico de seres humanos foi organizada “com o intuito de potenciar a deteção de ilícitos criminais relacionados com falsificação de documentos e fraude de identidade, tráfico de pessoas, designadamente menores, e imigração ilegal e demais crimes conexos”.

Para além do reforço do controlo sistemático dos voos provenientes da América do Sul, “foram realizados controlos móveis inopinados nas áreas dos Centros de Cooperação Policial e Aduaneira. Estes controlos decorreram em parceria com elementos da Polícia Nacional de Espanha e Guardia Civil, que prontamente responderam ao apelo de cooperação, e contou com o apoio da Autoridade Tributária e Aduaneira, Autoridade de Segurança Alimentar e Económica, Policia Judiciária e Guarda Nacional Republicana”, lê-se na nota.

Na operação “Turquesa II” participaram países dos cinco continentes: Europa (Portugal e Espanha), América do Norte (Estados Unidos da América e Canadá), América do Sul (Brasil, Bolívia, Colômbia, México, por exemplo), Ásia (Vietname, Paquistão) e África (Senegal e Marrocos). (MM)

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here