Lisboa é hoje palco de música lusófona para acudir as vítimas da seca em Cunene, Angola

0
82
A província de Cunene, no sul de Angola, tem sido ciclicamente atingida pela seca

Dezasseis músicos de países lusófonos estarão hoje em palco, em Lisboa, num espetáculo solidário de angariação de fundos para apoiar as vítimas da seca na província angolana do Cunene, fortemente assolada por escassez de alimentos e água.

A Campanha, denominada “SOS Cunene” e que visa recolher alimentos para as vítimas da fome naquela região do sul de Angola, é uma iniciativa do músico Vlado Coast, natural do Cunene, a qual se juntaram a RDP-África e a Fundação do Futebol- Liga Portugal.

Além de artistas dos diversos países lusófonos, vão estar em palco entidades oficiais que farão depoimentos para chamar a atenção para a grave situação que se vive naquela zona de Angola.

Desde outubro de 2018, a província do Cunene vive uma acentuada crise devido à escassez de alimentos e água que atinge quase 900 mil pessoas, um milhão de gado e já matou mais de 25 mil animais bovinos, caprinos e suínos.

Em declarações ao jornal É@GORA, Daniel Mendes, coorganizador do evento, disse que, durante horas e meia, Lisboa será palco de um espetáculo musical que irá juntar artistas dos mais variados quadrantes.

“Temos a lusofonia toda”, garantiu Daniel Mendes, numa alusão aos músicos oriundos dos países que falam o português e que acederam ao convite para participar na campanha “SOS Cunene” que decorrerá durante o Verão.

“Eu senti uma grande abertura de toda gente. É pena porque promovemos esse evento em pouco tempo, mas as pessoas mostraram-se interessadas. Portanto, sentimos que quando se trata da lusofonia há uma ligação. Há uma união quando se trata desse tipo de causas”, aliás, “estamos a receber várias pessoas interessadas em participar, em apoiar e isso acaba por trazer também outra ideia: a de que afinal se nós estivermos unidos conseguimos atingir vários objetivos”, disse Daniel Mendes.

Segundo o coordenador da Campanha “SOS Cunene”, os donativos que serão recolhidos nos próximos dois meses vão ser entregues às autoridades de Cunene até setembro.

“O concerto vai ser praticamente abertura de várias ações que vão ser desenvolvidas para se conseguir angariar o maior número possível de apoios”, explicou Daniel Mendes.

Segundo a organização, alguns dos artistas já confirmados para o espetáculo dessa sexta-feira são: Paulo Flores, Paulo de Carvalho, Eduardo Paim, Dany Silva, Dom Kikas, Gardénia Benrós, Hélvio, Tonecas Prazeres, Micas Cabral, Mago de Sousa, Cientista, Vlado Coast, Yudi Fox, Corean Du. (MM)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here