Gastrónomo angolano João Gonçalves lançou em Lisboa livro sobre a “imigração” da gastronomia angolana pelo mundo

0
143
Lançamento do livro sobre a gastronomia Angolana da autoria de João Gonçalves
Jorge Madeira

O gastrónomo angolano João Gonçalves lançou, em Lisboa, a 4ª edição do seu livro “Gastronomia angolana e internacional”, que resulta de um trabalho de cinco anos de pesquisa, que levou o autor da obra, com mais de 30 anos de formação nesta área, a escalar vários países e continentes.

A obra, com mais de duzentas páginas e com o selo da Editora Caleidoscópio, apresenta-se como uma incursão aos segredos, muitas vezes terapêuticos, da culinária dos povos africanos e sobretudo angolano, que ao longo de vários anos tem percorrido o mundo, “fruto do elevado índice de imigração dos povos africanos que acabaram por transportar para os quatro cantos do mundo o seu conhecimento em matéria de alimentação”, declarou o escritor em entrevista ao É@GORA.

“Eles, sem escrita, oralmente concebiam formas e sabores discricionários para podermos ter a imensa gastronomia que nós temos em todas as nossas províncias de Angola. Combinavam os sabores e faziam pratos saudáveis e naturais. Daí a razão de Angola na altura, por volta do século XV, já ter 20 milhões de habitantes e muitos dos quais foram levados para a escravatura e levavam consigo plantas, aromas e sobretudo a nossa identidade natural”, disse João Gonçalves.

De acordo ainda com o autor, o livro “Gastronomia angolana e internacional” é resultado de um trabalho de cinco anos de pesquisa, que o levou a escalar vários países e continentes. João Gonçalves defende a necessidade de as novas gerações, a quem incentiva, darem seguimento ao seu trabalho e a de muitos outros que escreveram ou escrevem sobre culinária.

“Que haja maior desenvolvimento no que tange a interação dos camponeses, antropólogos, médicos nutricionistas, outros atores e também jovens promissores para darem continuidade a todo um percurso”.

Membros da sociedade portuguesa e da comunidade angolana residente em Lisboa e não só, com destaque para o embaixador da República em Angola em Portugal, Carlos Alberto Fonseca, fizeram-se presentes no evento que incluiu igualmente no cardápio uma sessão degustação de produtos típicos da culinária daquele país africano dos PALOP e da CPLP.

O embaixador angolano valorizou o ato como sendo uma grande oportunidade para espelhar o excelente intercâmbio na relação entre Angola e Portugal, até mesmo por meio da gastronomia.

“Este livro está a ser lançado aqui no estrangeiro, aqui em Portugal. Quando nós viajamos, saímos da nossa terra para outra parte do mundo. Para além de nós levarmos connosco também os nossos sabores. E quando nós publicamos, transmitimos os nossos sabores, nós estamos também a transmitir aos outros povos, aos outros países a nossa cultura. Aí estamos a tornar o nosso país também mais conhecido, o nosso país maior no concerto das outras nações. Nós angolanos acolhemos e gostamos muito da cozinha portuguesa, como os portugueses acolheram e gostam muito da cozinha angolana. Aí há de facto uma complementaridade, há um intercâmbio, há mesmo uma fusão porque nós sabemos que a culinária portuguesa faz parte da nossa e para os portugueses a culinária angolana é também muito apreciada”, frisou.

João Gonçalves tem levado a diversas partes do mundo a gastronomia angolana e a presente obra resulta da experiência de mais de 30 anos de formação nesta área.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here