Mais de 900 crianças migrantes continuam separadas pelas autoridades dos EUA

0
19
familias algures na fronteira dos EUA

Mais de 900 crianças continuam separadas das famílias na fronteira entre os Estados Unidos e o México apesar de a Casa Branca ter garantido o fim da medida sobre migração, denunciou hoje uma organização de direitos humanos.

A União Americana pelas Liberdades Civis (ACLU na sigla em inglês) forneceu hoje documentação ao Tribunal Federal de San Diego, Califórnia, indicando que a administração Trump acusou vários migrantes de delitos menores para manter os filhos separados dos pais.

A ACLU denuncia em concreto 911 casos de crianças separadas dos pais indicando que 20% são bebés ou crianças com idades inferiores aos cinco anos.

De acordo com a organização de defesa de direitos humanos, apenas uma pequena parte das 900 crianças está realmente em perigo por causa dos pais.

Mais de 390 mil famílias foram intercetadas na fronteira sul dos Estados Unidos depois do mês de outubro do ano passado, de acordo com os dados fornecidos pelas autoridades fronteiriças norte-americanas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here