Morreu a fisioterapeuta Laura Ferreira, símbolo da imigração guineense não pela política, mas por amor a Passos Coelho

0
704

Morreu Laura Ferreira, mulher de Pedro Passos Coelho, ex-primeiro-ministro de Portugal, país onde a fisioterapeuta se tornou num dos rostos da imigração guineense não pela política, mas por amor ao marido e “deixou um traço de humanidade e serviço comunitário na sociedade portuguesa”, segundo lembrou hoje o Presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa.

A mulher do ex-primeiro-ministro e antigo presidente do PSD morreu hoje, aos 54 anos, no IPO, onde estava internada após vários anos de luta contra o cancro.

Laura Ferreira e Pedro Passos Coelho, que se conheceram já divorciados e ambos com filhos de relações anteriores, tornaram-se num modelo de casal que não é comum ver-se pelo menos publicamente em Portugal, quando um dos cônjuges é da área política.

“Caminhavam sempre de mãos dadas. A não ser que o protocolo impusesse maior distância ou formalidade, Pedro e Laura entrelaçavam os dedos, em público, sem vergonhas de uma intimidade tão pouco comum num país, na era pré-Marcelo, tão pouco habituado a ver políticos demonstrarem carinho e afeto”, escreve hoje a jornalista da “tv7dias”, Raquel Costa.

Um pequeno gesto que representa um grande sinal de amor da fisioterapeuta e do político, segundo Laura Ferreira contou na biografia autorizada do casal, intitulada “Somos o Que Escolhemos Ser”, que foi lançada em 2015, e onde se pode ler, por exemplo, a forma como conheceu o marido.

“Quando ouvi aquela voz de barítono a falar comigo, deixei cair o telemóvel, fiquei sem bateria. Confesso que estava com o coração aos saltos e já ligeiramente impressionada com o rapaz”, revelou Laura Ferreira sobre o conhecido timbre de voz de Passos Coelho com quem tem uma filha, Júlia, atualmente com 13 anos.

Laura Maria Garcês Ferreira, fisioterapeuta conhecida também por ter nascido na Guiné-Bissau, mas cuja juventude viveu também em Cabo Verde, casou com Pedro Passos Coelho em 2004. (MM)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here