O que é a AUCV

0
113

QUEM SOMO NÓS?

A Associação Unidos de Cabo Verde – AUCV, é uma IPSS (Institução Particular de Solidariedade Social) fundada há 30 anos no concelho da Amadora, que desempenha funções de apoio social, económico e cultural aos seus associados e, de uma forma geral, à população local, muitas vezes com enormes carências sociais e económicas.

Presentemente inserida num consorcio com a Associação Defesa dos Angolanos (ADA), também ela uma IPSS, esta “joint venture” passou a designar-se simplesmente “Os Unidos”, uma vez que a mesma pretende dar respostas a toda uma comunidade de origem africana, que independentemente da sua origem geográfica, vem crescendo com o transcorrer dos anos

Estabelecida em bairros sociais (Casal da Boba e Casal da Mira) onde possui o seu equipamento, o trabalho desenvolvido pela AUCV tem-se concentrado essencialmente no combate à exclusão social, abrindo espaços para que jovens em risco possam almejar e quiçá alcançar um futuro melhor.

É neste contexto que, entre outras, a AUCV possui um Jardim Infantil com acordo para 75 crianças, cuja finalidade é apoiar as famílias mais necessitadas, maioritariamente monoparentais.

A actuaçao da AUCV incide mais directamente nos segmentos populacionais mais carenciados, onde se constata a existência de famílias disfuncionais, elevadas percentagens de abandono e insucesso escolar, toxicodependência, prostituição, marginalidade e comportamentos desviantes.

A questão mais pertinente e transversal a toda esta realidade é sem dúvida a pobreza, fenómeno social que concorre em simultâneo como causa e consequência para o agravamento dos problemas existentes desta população em particular.

No que concerne à educação, verifica-se um baixo índice de escolaridade – muito motivado pelo abandono precoce do sistema educativo. O elevado nível de insucesso escolar, por sua vez conduz a um baixo nível de qualificação profissional, de emprego precário e sazonal, ao trabalho clandestino e à exploração do trabalho infantil.

Torna-se então cada vez mais necessário pensar num conjunto de acções que, agindo preventivamente sobre os diversos factores responsáveis pela exclusão, promovam a integração social desses mesmos segmentos populacionais.

A AUCV possui também um atelier de corte e Costura, em parceria com a Gulbenkian. Este projecto insere-se no âmbito da formação profissional do grupo de mães adolescentes. Aliás, tanto as strat-ups como o Gabinete de Estudo Acompanhado, são apenas algumas das ferramentas que ajudam a minimizar o actual estado de coisas pois estas estes não só virão colmatará as visíveis dificuldades de aprendizagem, como combaterão o abandono escolar precoce, o deambular nas ruas sem rumo traçado, a marginalidade, a violência urbana, a exclusão social, ao mesmo tempo que motivarão as crianças e jovens para uma participação em actividades de carácter social, cultural, educativo, artístico ou desportivo.

Apesar de ainda não possuir, integralmente, as condições exigidas para a manutenção de um centro polivalente, o consorcio Unidos constatou, em boa verdade, que unir esforços para a abertura destes espaços seria primordial para o atenuar a espiral de problemas sociais.

Nesse contexto, decidiu pois manter o funcionamento do Centro de Estudos e, apesar de todas as dificuldades quer ao nível económico, quer a nível logístico, conta com o apoio de toda uma equipa de voluntários solícitos, com as famílias em particular e com a população residente em geral, a qual, com muito trabalho e boa vontade torna até hoje possível a continuidade desta actividade, bem como a do atelier de Corte e Costura.

Ademais, uma parceria com a Gulbenkian no âmbito das mães adolescentes, veio promover uma faixa etária que estava desprotegida e com sérios problemas sociais. São normalmente jovens de famílias desestruturadas , disfuncionais e em grande parte dos casos, numa situação de extrema pobreza (incluindo carências alimentares) atendendo às graves carências económicas no seio das suas famílias. Para tentar minimiar esta triste realidade, a Associação decidiu oferecer lanches e na medida do possível, comparticipar com o material escolar necessário, bem como com uma bolsa de acolhimento para as pré-mamãs.

A continuidade desta actividade pode alterar mentalidades, situações disfuncionais e criar condições de igualdade de oportunidades. Pode igualmente tornar possível o acesso à formação que conduza a uma inserção com sucesso no mercado de trabalho, melhorar as condições de vida, prevenir a marginalidade e desenvolver as competências necessárias ao exercício de uma cidadania plena, através da integração social baseada na formação no âmbito das competências necessárias a atenuar a distância que os separa do tecido social.

Ae referir que neste momento, os Unidos contam com as seguintes parcerias a nível Nacional:

– Camara Municipal da Amadora

– Alto Comissariado para as Migrações

– Fundação Gulbenkian

– Serviço de Estrangeiros e Fronteiras

– FAO

– Banco Alimentar Contra a Fome

– Escolinha de jiu jitsu

A nível internacional os Unidos desenvolvem projectos de desenvolvimento Regional, nomeadamente em Moçambique , S. Tomé e Principe e Angola. no âmbito da cooperação existente entre este consorcio e a União Europeia e o Banco Mundial

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here