Os imigrantes irregulares e a Covid-19

0
226

Oliver Quinto

Os imigrantes não legalizados vão receber a vacina contra a Covid-19. O vice-almirante Gouveia e Melo, coordenador da task-force da vacinação contra a Covid-19, afirmou na semana passada: “Não se pode deixar pessoas que vivem em território nacional sem vacinas, uma vez que essas pessoas vão atacar a comunidade, porque são propagadoras de vírus”.
Nesse contexto, as autoridades de saúde estão a preparar um plano para vacinar os imigrantes que vivem em Portugal e que se encontram em situação irregular. Acrescentou o vice-almirante Gouveia e Melo um pedido à comunidade para “não ser egoísta”. Ele conduz um estudo que determinará qual o processo para trazer não os legalizados, que já estão perfeitamente identificados, mas os não legalizados ao processo de vacinação.
De acordo com o responsável do plano logístico, existe a necessidade de se estruturar um número no sistema nacional de saúde para as pessoas que vivem ilegalmente no país, uma vez que “têm de ser identificados de alguma forma perante os serviços de saúde, até para se seguir o processo de vacinação e alguma doença que possam ter”.
O imigrante sente o peso da dúvida entre se proteger da doença ou expor a situação irregular perante as autoridades competentes, de modo que nem todos se valerão do direito à vacinação proposta pelo vice-almirante.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here