Porque se queixa?

0
281
FOTO: iStock ©

Gaspar Almeida (Médico reformado, Empresário, Networker)
Sérgio Fernandez é um escritor com talento. É coach, consultor de comunicação, jornalista, escritor e conferencista internacional. Em 2012 tive oportunidade de assistir duas palestras deste autor. Adquiri um dos seus livros intitulado “Viver sem Medos”. É um conjunto de pequenas crónicas sobre diversos temas da vida. Destaco uma dessas crónicas: “Porque se queixa”.

De facto, com a diversidade de situações desencadeada pela Covid-19, muitos de nós fazemos críticas, queixámo-nos e lamentamos. É verdade. É natural. Ouvindo Sérgio Fernandez no seu livro diz que se habituou a reservar diariamente um período de tempo para agradecer a uma pessoa e um facto. Esta prática inofensiva mudou radicalmente a sua vida. Reflexionar diariamente sobre o que estar agradecido muda nossa atitude para com as pessoas e para com o que nos acontece.

O escritor Proust acrescenta “Nada mudou. Porém como eu mudei, todo o mundo mudou”. Mudanças de atitudes implicam mudanças de vida. Ao adoptarmos esta postura temos mais paz connosco mesmos. Temos mais consciência de tudo o que recebemos, começando pelo dom da vida e isto nos permite viver sem medos e preocupações. Vamos fazer um pequeno exercício. Vamos pensar em tudo que temos e devemos agradecer, tais como:
…estar vivo
…ter saúde
…nossa família
…nossa casa
… nosso emprego, etc… Uma lista infindável. O autor tem o hábito de fazer este exercício antes de se deitar, e confessa que tem um efeito terapêutico insubstituível.

A vida em alguns aspectos é semelhante à relação que temos com a nossa esposa. Se não soubermos reconhecer e agradecer o seu trabalho, esse é o caminho mais rápido para terminar a relação. Pelo contrário se cultivarmos hábitos de gratidão com a nossa esposa, isso fortalece a amizade e dá mais saúde e alegria à relação.

A nossa vida se comporta como se fosse uma pessoa. Comecemos e habituemo-nos a agradecer àquilo que a vida nos dá e mudanças maravilhosas vão acontecer.

Muitas vezes ocorrem situações profundamente difíceis ou dolorosas, que é muito difícil agradecer. Fernandez sugere que mesmo nestas situações, o melhor é “Não se queixar e Aceitar tudo o que nos acontece”.

O que acontece quando não agradecemos?

Críticas, queixas, lamentações, desespero. Se nos concentramos nisso caímos num pântano de pessimismo. A lei da atração diz: somos o que pensamos. O semelhante atrai o semelhante. Se imaginarmos que estão numa sala 100 pessoas de diferentes origens…em breve juntar-se-iam os amantes do desporto; noutro canto estariam os amantes de música. Assim, se nós alimentamos energia de queixas, lamúrias, então atrairemos pessoas da mesma energia. Seremos mais felizes se aceitarmos o que nos acontece sem nos queixarmos.

Porque nos queixamos? Porque não aceitamos o que nos acontece. Lamentar é não aceitar o que a vida nos traz. Lutamos com a vida. Diz o nosso autor quando lutamos com a vida só há um perdedor: Nós. Uma boa atitude terapêutica. Aceitemos o que a vida nos traz, mesmo as coisas menos agradáveis, pois no futuro podem contribuir para bem maior.

Por fim Sérgio Fernandez refere uma outra: o hábito. Quando sucede algo que não goste, começa a pensar nas suas memórias e a tentar imaginar como dentro de alguns anos irá contar aos amigos como venceu esse tempos difíceis …EM TUDO DAI GRAÇAS…, diz a palavra de Deus.(X)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here