PR Moçambique visita 3ª feira Portugal, onde residem cinco mil imigrantes moçambicanos

0
151

O Presidente Moçambicano, Filipe Nyusi, inicia na terça-feira uma visita de Estado a Portugal, para aprofunda “as relações de amizade e cooperação” com o país onde oficialmente residem pelo menos cinco mil imigrantes moçambicanos com registo consular.

Em declarações ao jornal É@GORA, o embaixador de Moçambique em Portugal, Joaquim Bule, explicou que a visita do chefe de Estado moçambicano terá “quatro momentos” que se inserem “todos no contexto da parceria” bilateral existente entre os países.

Entre os dias 02 e 08 de Julho, o Presidente Nyusi estará em Portugal a convite do seu homólogo português, Marcelo Rebelo de Sousa, para consolidar e aprofundar as relações de amizade e cooperação entre duas as nações lusófonas.

Segundo Joaquim Bule, durante a próxima semana, o chefe de Estado moçambicano terá diversas atividades em Portugal, sendo que os momentos mais destacados passam pelas conversações oficiais com o Presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, e com o primeiro-ministro português, António Costa.

Os governos moçambicano e português vão realizar a sua IV Cimeira Bilateral Moçambique-Portugal, um evento que, depois de ter estado parado durante quatro anos, foi retomado em 2018.  “O esforço é voltar a fazer anualmente”, explicou ao É@GORA o embaixador de Moçambique em Portugal.

Uma nota da presidência moçambicana refere que a visita de Nyusi a Portugal se “inscreve no quadro da consolidação e aprofundamento das relações de amizade e cooperação existentes entre Moçambique e Portugal nos domínios bilateral e multilateral”, pelo que também “constituirá uma oportunidade para os dois países avaliarem o grau de implementação do Plano Estratégico de Cooperação 2017-2021″.

Por seu turno, a Presidência da República portuguesa refere, na sua página da Internet, que quando Nyusi estiver em Lisboa, com uma “importante delegação ministerial e também de deputados”, será recebido com “honras militares na Praça do Império”, antes de colocar uma coroa de flores no túmulo de Luís de Camões (Mosteiro dos Jerónimos) e se encontrar com Marcelo Rebelo de Sousa no Palácio de Belém.

O Presidente moçambicano vai ainda conviver com a comunidade moçambicana na diáspora, naquele que será a sua segunda reunião com os imigrantes em Portugal, depois da primeira em 2015, logo depois de assumiu o poder em Moçambique.

Apesar de a diáspora moçambicana em Portugal gozar de uma boa reputação se comparado aos demais cidadãos provenientes da África lusófona, a comunidade moçambicana ainda é pouco conhecida, aparecendo de forma díspar e tímida nas estatísticas oficiais portuguesas sobre a imigração, por não se saber o real universo populacional dos que estão espalhados pelo território português e, consequentemente, fora da alçada do consulado.

Na quinta-feira, Nyusi será o orador principal “num painel dedicado ao tema da reconstrução, no contexto da catástrofe dos ciclones Idai e Kenneth”, inserido na 2ª Edição do EurAfrican Forum, que terá lugar nos dias 4 e 5 de Julho de 2019, no Grande Auditório da NOVA School of Business and Economics, em Cascais, referem os organizadores do evento.

A EurAfrican Forum é uma plataforma que pretende fomentar uma maior colaboração nas relações que se pretendem igualitárias entre Europa e África, procurando redesenhar a narrativa e definir uma nova abordagem e paradigma entre ambos os continentes. (MM)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here