SEF: A vez em que uma operação do controlo documental de imigrantes deu uma mão cheia de nada

0
368
FOTO: SEF ©

Manuel Matola

Pelo menos 48 imigrantes, na sua maioria asiáticos, foram identificados pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) durante uma operação de fiscalização na zona de Marvila,em Lisboa, que pretendia fazer o controlo documental dos cidadãos estrangeiros. Contudo, o órgão apurou que, afinal, “todos eles” tinham a situação documental regular no país.

Em nota, o SEF diz que levou a cabo, na última quarta-feira, uma operação denominada “Navarro” que decorreu num complexo de armazéns de venda a retalho e teve como principal objetivo o controlo documental dos cidadãos estrangeiros que ali exercem a sua atividade profissional.

Na operação participaram 17 elementos da Carreira de Investigação e Fiscalização do SEF, e contou igualmente com a participação de dois elementos da Câmara Municipal de Lisboa.

“No terreno foi possível identificar e aferir a regularidade da permanência dos cidadãos estrangeiros bem como identificar as empresas prestadoras de serviços”, refere o SEF, que assinala a abordagem a um total de “48 cidadãos estrangeiros, na sua maioria asiáticos”.

Mas, no fim, as autoridades migratórias verificaram que, afinal, “todos eles (estão) com a situação documental regular no país”.

“Esta operação de fiscalização integra uma planificação geral de controlo da permanência de cidadãos estrangeiros em território nacional e de sinalização, prevenção e combate à exploração da atividade de indivíduos de nacionalidade estrangeira em situação documental irregular no nosso país”, justifica o SEF.

Em contraponto

No entanto, na passada terça feira, o SEF deteve, no Aeroporto de Lisboa, uma cidadã estrangeira por fortes indícios da prática do crime de auxilio à imigração ilegal e fraude documental, quando tentava introduzir no Reino Unido, via Lisboa, um cidadão albanês, também este detido por uso de um documento de viagem europeu falsificado.

“Os dois cidadãos foram detidos junto ao controlo de fronteira das partidas internacionais, quando estes se preparavam para embarcar num voo com destino a Bristol, no Reino Unido. A situação foi alvo de monitorização por elementos da Direção de Fronteiras de Lisboa, de acordo com a análise de risco regularmente efetuada por equipas especializadas do SEF, tendo por base a troca de informação com autoridades congéneres estrangeiras, bem como investigação conjunta no âmbito de estreita cooperação internacional”, indica um outro comunicado.

Os detidos foram presentes a autoridade judicial competente, tendo-lhes sido aplicada como medida de coação a prestação de termo de identidade e residência. (MM)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here