SEF desmantela rede de tráfico de seres humanos, três detidos

0
421

Manuel Matola

O SEF anunciou hoje a detenção de três cidadãos suspeitos dos crimes de tráfico de pessoas e de auxílio à imigração ilegal na zona de Santarém, durante uma operação denominada “Lezíria”, na qual foram identificados quase 140 trabalhadores asiáticos, das quais 20 foram já sinalizados como vítimas do crime de tráfico humano.

Mas as diligências no terreno prosseguem e as autoridades migratórias prevêem “mais detenções nas próximas horas”.

Em comunicado, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) garante que, desde a manhã desta quarta-feira, 120 operacionais da polícia migratória participam numa operação, tendo desmantelando uma rede de tráfico de seres humanos em explorações agrícolas no Ribatejo, no distrito de Santarém, onde “estes cidadãos estavam, na sua maioria, sujeitos a condições degradantes de trabalho, alojamento e salubridade”.

“Na operação ´Lezíria` foram identificados cerca de 140 trabalhadores estrangeiros, de origem indostânica, sendo que cerca de 20 foram já sinalizados como vítimas do crime de tráfico de pessoas, tendo sido disponibilizado todo o apoio necessário. Estes cidadãos estavam, na sua maioria, sujeitos a condições degradantes de trabalho, alojamento e salubridade”, refere a nota, a que o jornal É@GORA teve acesso.

De acordo coma polícia migratória portuguesa, “esta operação do SEF teve como principal objetivo o desmantelamento de uma rede de tráfico de seres humanos e crimes conexos, com a introdução de trabalhadores estrangeiros, alguns em situação irregular, em explorações agrícolas no Ribatejo”, região em Portugal que é tida como uma das zonas com forte presença de imigrantes.

Os inspetores do SEF que hoje cumpriram três mandados de detenção e outros 40 de busca domiciliária apreenderam, durante as buscas, de viaturas, bem como de “vários meios informáticos, diversa prova documental da prática dos crimes identificados e uma avultada quantia de dinheiro”, refere a entidade na nota em que assinala a realização de uma investigação delegada aos serviços migratórios pelo Ministério Público de Santarém, e que decorreu ao longo de um ano.

Os detidos serão presentes ao tribunal competente para aplicação das respetivas medidas de coação.

Esta operação decorreu com a presença de elementos das Equipas Multidisciplinares Especializadas para Assistência a Vítimas de Tráfico de Seres Humanos, de forma a garantir o tratamento adequado das situações ali detetadas e contou com o apoio de diversos parceiros em termos logísticos. (MM)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here