SEF faz busca domiciliária e a escritórios comerciais na área da Grande Lisboa, um arguido

0
417
FOTO: SEF ©

Manuel Matola

Um cidadão foi constituído arguido por suspeita de prática de quatro crimes incluindo o de auxílio à imigração ilegal, angariação de mão-de-obra e por empregar um estrangeiro em situação irregular, anunciou hoje o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), que na sexta-feira realizou uma operação policial na Grande Lisboa que visou dar cumprimento vários mandados de busca e apreensão domiciliárias, e a escritórios comerciais.

Em nota, o SEF diz que “realizou uma operação policial que visou dar cumprimento a nove mandados de busca e apreensão domiciliárias e quatro mandados de busca e apreensão a escritórios comerciais, no âmbito de um inquérito que investiga os crimes de Auxílio à Imigração Ilegal, Angariação de Mão-de-Obra Ilegal, Utilização de Atividade de Cidadão Estrangeiro em Situação Ilegal, Falsificação de Documentos, Fraude Fiscal e Branqueamento de Capitais”.

“No decorrer das buscas, realizadas em Lisboa, Setúbal, Cascais, Oeiras, Sintra e Carregado, foi constituído um arguido por suspeita da prática dos crimes referidos e foi apreendida diversa documentação que corrobora os indícios da prática dos crimes investigados. Foram buscadas diversas empresas de construção civil, de trabalho temporário, contabilidade e alojamento virtual de empresas”, refere a policia migratória.

Segundo o SEF, a operação, denominada “Busão”, contou com a participação de 38 inspetores do SEF, um Magistrado do Ministério Público e dois técnicos informáticos do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), que irá prosseguir com a coordenação da investigação. (MM)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here