SEF: Imigrante furta relógio e pode ser recambiado por estar irregular

0
526

Manuel Matola

Um imigrante, de 23 anos, furtou um relógio de um casal numa unidade de alojamento local no concelho de Campo Maior, no distrito de Portalegre, e acabou detido pela GNR não só pelo crime cometido, como também por permanência irregular em Portugal, pelo que deverá ser recambiado pelo SEF.

Segundo o Comando Territorial de Portalegre da GNR, o jovem foi detido na sexta-feira, na sequência de um alerta que dava conta de um furto numa unidade de alojamento local, no concelho de Campo Maior, no distrito de Portalegre, situada no interior de Portugal, na região do Alentejo.

Em nota divulgada, aquela força de segurança revela que os militares da Guarda se deslocaram ao local e apuraram que o suspeito, “aproveitando a ausência dos hóspedes”, entrou numa das habitações onde estava alojado um casal, tendo furtado um relógio.

No decorrer das diligências policiais foi localizado o autor do furto, na posse do relógio furtado, tendo o artigo recuperado sido entregue ao seu legítimo proprietário, segundo explica a nota do Comando Territorial de Portalegre da GNR.

Após a detenção, as autoridades consultaram o Sistema de Informações Schengen e o Gabinete Nacional SIRENE, confirmando-se que o indivíduo permanecia ilegalmente em território português.

O detido foi presente a primeiro interrogatório no Tribunal de Ponte de Sor (Portalegre), tendo sido depois encaminhado para a delegação do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) do Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa. (MM e Lusa)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here