SEF lança duas mega-operações contra exploração laboral de imigrantes em 39 empresas de Cascais

0
364
FOTO: SEF ©

Manuel Matola

O SEF notificou hoje dois cidadãos estrangeiros a abandonarem de forma voluntária o território português por se encontrarem em situação irregular, após realizar uma segunda mega-operação de combate à exploração laboral e ao tráfico de seres humanos em Cascais, uma das zonas mais nobres de Portugal.

Num espaço de uma semana, a polícia migratória portuguesa realizou duas operações de género em Cascais: uma nesta quarta-feira, no quadro da operação denominada “Pente Fino”, em que fiscalizou 20 empresas de estética, salões de cabeleireiros e barbearias; a anterior foi na quinta-feira da semana passada numa outra operação no centro de Cascais a que apelidou de “Little Bangladesh”, onde fiscalizou 19 empresas de comércio e de restauração.

Na operação denominada “Pente Fino”, as autoridades migratórias identificaram “31 cidadãos nacionais e 17 cidadãos estrangeiros que, na sua maioria, cumpriam a legislação em vigor”, diz um comunidado do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), a que o jornal É@GORA teve acesso.

No entanto, acrescenta a nota, nesta operação, “dois cidadãos estrangeiros foram notificados para abandono voluntário de território nacional, uma vez que se encontravam irregulares no país”, tendo outros quatro sido “notificados para comparência no SEF a fim de ser aferida a sua situação documental”.

Já na operação “Little Bangladesh”, foram identificados “oito cidadãos portugueses e 52 imigrantes de diversas nacionalidades que, entretanto, na sua maioria cumpriam a legislação em vigor”.

A operação realizada no meio desta semana contou com a participação de 13 inspetores do SEF, entre os quais 8 inspetores estagiários do 10º curso que se encontram a desempenhar estágio prático em exercício tutelado de funções, referes a nota da instituição que controla a entrada de estrangeiros em Portugal. (MM)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here