SEF prevê atender 31.310 imigrantes de hoje até novembro “caso todos compareçam”

0
3114
FOTO: SEF ©

Manuel Matola

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) diz que poderá atender 31.310 imigrantes até novembro, caso todos compareçam ao agendamento das vagas disponibilizadas a partir desta quinta-feira.

Em resposta às questões colocadas pelo jornal É@GORA, o SEF diz que disponibilizou, “a partir de hoje e até ao final de novembro, mais de 31.300 vagas, visando a otimização do Serviço face ao crescente número de atendimentos registados”.

Segundo as autoridades migratórias, foram abertas 5.699 vagas para concessão de título de residência, 6.335 para título de residência com visto de residência, 1.230 para prorrogação de permanência, 8.241 para renovação do título de residência, 5.535 para concessão do título de residência da União Europeia, 902 de segunda via ou alteração e Dados/Declaração Entrada/Certidões, 410 para alteração de Credenciais/Cessação Duplicados/Ativação Serviços Online e 2.952 para autorização de residência para atividade de investimento.

A última abertura de vagas foi há cerca de três meses, mas ao longo deste ano, foram efetuados cerca de 124 mil agendamentos.

“A par da abertura de vagas, o SEF renovou automaticamente, até à data, cerca de 147 mil autorizações de residência”, refere o SEF.

Durante quase todo o dia desta quinta-feira, o anúncio feito pelo SEF sobre a disponibilização de vagas criou um frenesim com muitos imigrantes a ligarem para as habituais linhas disponibilizadas pelo SEF, de onde obtiveram respostas (des)favoráveis em função dos seus interesses ou da situação de regularização.

“No que diz respeito ao atendimento de chamadas que possam ter sido espoletadas pelo anúncio de ontem, podemos informar que o Centro de Contacto do SEF atendeu 3.620 chamadas, com um tempo médio de espera de 5 minutos. Esclarece-se, ainda, que a central comporta uma média de 60 chamadas em espera”, diz comparando este atendimento com efetuado com o que foi desde o início do mês.

“Só este mês, de 1 a 22 de setembro, foram atendidas 52.821 chamadas, com um tempo médio de espera de 6 minutos”, refere.

Em contacto com o jornal É@GORA, o SEF diz que o Centro de Contacto funciona todas os dias úteis, das 08h00 às 20h00 e o serviço de atendimento telefónico é prestado em 21 línguas (Português, Alemão, Amharic, Árabe, Cazaque, Crioulo de Cabo Verde, Crioulo de São Tomé Príncipe, Espanhol, Francês, Georgiano, Hindi, Húngaro, Inglês, Nepali, Persa, Romeno, Russo, Tigre, Turco, Ucraniano e Uzbeque).

Num dos vários grupos nas redes sociais onde diariamente cada um dos estrangeiros residentes em Portugal procura saber como resolver a sua situação junto do SEF, uma imigrante deu o seu testemunho.

“Estou desde as 07h59 em 2 telefones (fixo e móvel) discando e fui atendida no 808.202.653 às 13h. Após mais de 40 minutos na espera a solicitar marcação de reagrupamento familiar fui informada que NÃO HÁ MAIS VAGAS. Que tentasse mais tarde para ver se abririam mais… Haja saúde mental!”.

Em contraponto, vários outros imigrantes comemoraram o sucesso por terem obtido respostas favoráveis dos seus processos de legalização.

Na tarde hoje, o SEF garantiu, entretanto, que conta “concluir até ao final de setembro a notificação de cerca de 6000 cidadãos que requereram manifestações de interesse de primeiro semestre de 2019”, uma previsão que foi feita “de acordo com a planificação definida” e dada a conhecer ao Comité de Imigrantes de Portugal (CIP), com quem as autoridades migratórias se reuniram no mês de agosto e mantém a troca de correspondência.

“Prevê-se que todas as vagas sejam distribuídas, refletindo-se em 31.310 pessoas atendidas, caso todas compareçam ao seu agendamento”, frisa a nota enviada ao jornal É@GORA pelo SEF que “clarifica que os agendamentos relativos a manifestações de interesse para autorizações de residência de 2017 e de 2018 (artigo 88) foram já concluídos”.

Esta semana, o SEF iniciou a notificação dos cidadãos com manifestação de interesse referente ao primeiro trimestre de 2019: são “cerca de 1400 requerentes”, diz aquela instituição, assinalando que “relativamente ao segundo trimestre de 2019, o Serviço irá começar a notificar os cidadãos com manifestação de interesse (cerca de 3200) a partir do final da próxima semana”.

Apesar de o início de convocatórias de todos os imigrantes com a MI de 2019, as autoridades migratórias advertiram que “neste caso, será o SEF a notificar cada um dos cidadãos e, após resposta afirmativa, será o Serviço a marcar o agendamento por ordem cronológica” e não o contrário. (MM)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here