Tempos de Mudança – Assume a Tua Responsabilidade

0
132

Adelaide Miranda
(Life Coach de Alta Performance)
Nem sei por onde começar. Já iniciei este parágrafo algumas vezes e a tendência tem sido apagar e voltar a escrever. O motivo? Falar de mudança tem sempre alguma responsabilidade acrescida… Mas não sou mulher de fugir a responsabilidades, portanto, aqui vamos.

Percebi que desde 30 de Abril de 2020 que tenho escrito aqui neste Jornal de forma a passar-te informação que sinto que seja importante, essencial e obrigatória para o teu desenvolvimento pessoal. Informação essa que foi preciosa e valiosa para mim e, que, de alguma forma mudou a minha vida. E, quando sinto que algo muda a minha vida, quero partilhar com o mundo inteiro.

É isso que tenho estado a fazer. Contudo, fiquei um pouco curiosa. Será que esta informação tem servido? Será que tens aplicado aquilo que te trago? Sei que a premissa é “guarda o que te serve e, o que não serve deita fora”, mas a minha questão é: quanto é que tem servido realmente? Espero que tenha servido muito mais do que ter sido deitado fora. Mas, aqui, nesta situação em particular, é que a minha responsabilidade termina.

Eu não sou responsável pela aplicação da informação que eu te passo, eu apenas posso ser responsável pela informação que transmito e pela clareza da mesma. Obviamente que quanto mais clara e precisa for a informação, mais fácil será eu fazer-me entender. Agora, a responsabilidade de por em prática só a ti te pertence.

E é sobre isso que quero falar. Estamos em tempos de mudança. A informação que antigamente era privilegiada agora a todos pertence e está disponível à distância de um clique. A grande questão é se esta informação está a ser colocada em prática.

Durante os últimos 17 meses tenho-te trazido informação que não foi de forma alguma inventada por mim. Tem sido uma compilação de aprendizagens e ideias que tenho aplicado e resumido para que possas aplicar. Mas, precisas aplicar. Preciso de chamar-te à responsabilidade. De nada serve leres estes artigos semanalmente, perceberes a mensagem, sentires que a mensagem tem sentido e valor e… não a colocares em prática.

A mudança começa em ti. A vontade da mudança começa em ti. Eu não posso responsabilizar-me por isso, mas quero que tu assumas a responsabilidade pelas mudanças na tua vida. Começa devagar, passo a passo, uma coisa de cada vez, mas começa. Isso é importante, essencial e obrigatório.

Os tempos que vivemos exigem a mudança. A pandemia foi um exemplo muito direto de que as coisas como as conhecemos podem mudar de um momento para o outro e, fomos forçados a nos adaptar. Mas, a nossa realidade tem mudado em vários campos principalmente com o avanço da tecnologia e com a acessibilidade à informação. Assim sendo, a solução passa por iniciarmos nós também a mudança para que não nos vejamos numa situação em que temos de mudar forçosamente.

Eu, continuarei a fazer a minha parte. Estarei deste lado a comunicar, a passar a informação que sinto que possa realmente fazer a mudança na tua vida. Peço-te que faças a tua e que realmente coloques em prática aquilo que sentes que é válido para ti.

Entretanto, já sabes: máscaras (sempre que necessário), álcool gel e distância de segurança. (X)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here