Valores – as tuas fundações

1
288

Adelaide Miranda
(Life Coach de Alta Performance)
Os prédios, as pontes, as casas, os museus, os monumentos… Todas as construções têm as suas fundações. As fundações de base que suportam a sua estrutura.
Imagina construíres um castelo numa base de areia… Paredes imponentes que são facilmente derrubadas por uma simples chuva. Impensável, não é? Todo o esforço, tempo, dedicação, dinheiro deitados literalmente por água a baixo. Contudo, é isso que fazemos connosco, com o nosso crescimento, com as coisas que criamos. Construímos vidas em cima de fundações numa base de areia…

O que isto quer dizer? Quer dizer que tomamos as decisões para a nossa vida sem termos consciência dos valores que nos regem, ou pior, sem analisar se os valores que nos regem nos permitirão construir a vida que queremos.

Ser, fazer, ter. Cada vez mais esta frase faz sentido. Estamos presos numa sociedade em que ter é a primeira preocupação. Fazemos para ter. Para ter aquilo que achamos que a sociedade espera que tenhamos. Ou seja, construímos as nossas vidas, as nossas estruturar sem noção de quem queremos ser, de quem devemos ser, sem noção das nossas bases. E, está tudo bem. Até tomares consciência. Se estás a construir com a perfeita noção de que em breve tudo poderá cair por terra, e continuas a construção, está tudo bem. A decisão é tua. Mas, a meu ver é melhor derrubar agora o que não está em base sólida e construir novamente, começando como deve ser.

O que quero dizer com isto? Se não tens os teus valores definidos, se não tens ideia de quem queres realmente ser, ainda estás a tempo de o fazer. É importante, essencial e obrigatório analisares os teus valores. É importante, essencial e obrigatório tratares das tuas fundações.

Como o podes fazer? Simples: tomada de consciência. Ora vamos lá:

Dica 1 – Define os 10 valores mais importantes para ti
Estamos a falar dos valores que consideras inquebráveis. Valores como o respeito, a família, o amor, a honra… Os valores que perante uma situação gostarias que estivessem sempre presentes. Os valores que te vão permitir ser a pessoa que queres ser.

Dica 2 – Pensa num momento fantástico na tua vida
O que estava por trás? Que tipo de valores estavam a ser cumpridos? Será que faz sentido adicionar algum valor à tua lista?

Dica 3 – Pensa no caminho que queres seguir
Que tipo de valores as pessoas que construíram aquilo que tu queres construir tinham por base? Faz sentido adicionar algum? Faz sentido retirar algum?

Dica 4 – Reanalisa a tua lista
Se tiveres mais de 10 valores nessa lista, vou pedir-te o favor de retirares. Só podes ter 10. Sei que a escolha não é fácil, mas é mesmo assim. 10. Só podes ter 10. Pensa em quais valores fazem mais sentido. Há uns que praticamente englobam os outros

Dica 5 – Faz uma hierarquia
Imagina este cenário: dessa lista de 10 só podes escolher um. Qual seria? Pensa no valor primordial, aquele que se existir tudo o resto faz sentido. Já pensaste? Esse é o valor número 1. Faz o mesmo com os restantes até teres a tua hierarquia: 1, 2, 3…

Dica 6 – Respeita os teus valores
Não basta definires as tuas bases/fundações. O segredo é tomar as tuas decisões com base nelas. Garantir que não te encontras em situações em que os teus valores não são cumpridos, ou que não tens relacionamentos próximos com pessoas com valores diferentes dos teus.

Estão dadas as dicas para edificares o teu reino em base sólida. Cabe-te a ti seguir ou não. O que peço? Que te lembres que sem vida ou sem saúde (deve ser um dos valores de base para mim) não há tudo o resto, por isso anda sempre com a tua máscara, lava frequentemente as tuas mãos ou usa álcool gel quando não o puderes fazer e garante as distâncias de segurança. (X)

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here